O MITO DA PESSOA CERTA

Quando a gente é criança (principalmente sendo “menina”), escuta mil histórias de amor, romances épicos, contos de fada. Começa a ser desenhado em nossa mente o “mito da pessoa certa”.

Já na adolescência, aparecem os ídolos de cinema, novelas, bandas e etc. É ali que a vida começa a te mostrar que a coisa não é bem assim. Aquele paquerinha da escola, que parecia ser perfeito, ficou com você e com todas as meninas da sala. Apesar disso, você ainda tem esperanças, pois você sabe de várias histórias de amores de escola que ficaram juntos a vida toda. Você ainda acha que as exceções são regras.
Depois vem a faculdade. Você está curtindo, experimentando, mas… não aparece ninguém realmente legal. Por mais que você não confesse isso para ninguém, no fundo, você ainda está esperando aquela pessoa meio “diferente” é que vai ser a “tampa da sua panela”. Se você foi hétero, por exemplo, esse poderá ser o pai dos seus filhos: trabalhador, honesto, honrado, bem-sucedido, carinhoso, romântico, entre outras mil qualidades.
Você pode até ser diferente dessa pessoa que está sendo descrita, mas certamente você conhece alguma amiga que se encaixa no perfil. Esse é o “lugar comum” de muitas mulheres.
Podem até ter acontecido namoros longos, curtos, romances, mas… O tempo está passando e ninguém se encaixou no perfil da sua pessoa certa.
Mas o que seria essa “pessoa certa”?

(mais…)