RESPIRE… ENTRE EM CONEXÃO COM SEU IKIGAI… E INSPIRE!!

Pedro-Cordier-Coach-IKIGAI-Conexao-Consciencia-Proposito-Aprendizado-Flow-001

Aprender, transformar e compartilhar

Todos nós temos algo a comunicar. E assim o fazemos diariamente por meio de conversas, textos, vídeos. Utilizamos a nossa língua e diversas linguagens para nos expressar sobre quem somos, como enxergamos e atuamos no mundo.
A pergunta é: “E quais são as nossas fontes de inspiração?

Você já se perguntou isso? Já se deu conta de onde você tira a sua energia? O que anda alimentando seu corpo? O que vem nutrindo a sua mente? O que vem preenchendo a sua alma?

Conhece-te a ti mesmo”.

Este sábio e milenar conselho, oriundo do Oráculo de Delfos aos antigos gregos, é considerado um marco da antiga e longa trajetória da humanidade rumo ao autoconhecimento.

Uma trajetória que nunca termina, diga-se de passagem, uma vez que a busca de Sócrates terminou com a célebre frase:

“Só sei que nada sei”…

Isso é algo bastante significativo, pois, nos trás uma forte evidência de que, mais importante do que a chegada, é o caminho percorrido em si. Ou melhor, é a maneira como percebemos a caminhada.

Se “perceber a caminhada” é uma peça-chave nisso tudo, o que podemos fazer para melhorarmos a nossa percepção?

Antes de tudo, conecte-se. Não com o mundo lá fora, mas, consigo. Reserve um tempo para o silêncio, para você mesmo, para entrar em contato com a natureza e com aqueles que você ama.

Conectados internamente, é hora de alçarmos voo, ampliando a nossa consciência, observando a nós mesmos, ao outro e ao mundo, sem julgamentos. Apenas percebendo as possibilidades…

Então, chega a hora de agirmos. Com o nível de consciência elevado, enxergamos mais escolhas e, com elas, aumenta a possibilidade de praticarmos atitudes mais positivas e impactantes nas nossas vidas. Deixamos de ser mero fruto da reação inconsciente ao que ocorre conosco e passamos a ser protagonistas, agindo conscientemente, num processo chamado de conscientização…

Pedro-Cordier-Coach-IKIGAI-Conexao-Consciencia-Aprendizado-Flow-Compartilhamento-foto-02

Pedro Cordier, Diretor de Marketing com Propósito do IKIGAI BRASIL, ministrando palestra sobre a filosofia IKIGAI

Einstein disse que:

“Uma mente expandida, nunca retorna ao seu estado inicial”.

Por isso, em seguida chega a hora de começar a almejar a excelência, buscando sermos uma pessoa melhor amanhã do que fomos hoje, num processo contínuo de evolução…

Com grandes potenciais desenvolvidos e aflorados, vêm as grandes responsabilidades. Não no sentido de culpa, mas, no sentido de responder com habilidade às situações… Nos tornamos, claramente, mais hábeis e preparados para intervir e fazer a diferença…

E, por fim, entramos em estado de gratidão… Agradecendo sempre pelo que já somos e já possuímos, sem perder de vista a infinita caminhada pessoal e profissional de aprendizado contínuo e crescimento interior…

E assim, já não será tão difícil perceber o que anda alimentando nosso corpo, pois, comeremos, naturalmente melhor.
Também estaremos mais conscientes sobre aquilo que queremos nutrindo as nossas mentes e preenchendo as nossas almas, filtrando o que queremos absorver e descartando o que não importa, não acrescenta e não edifica às nossas vidas.

Os resultados transbordarão naturalmente, sob as mais diversas formas de comunicação, impactando positivamente, através de conversas, textos, vídeos (e até mesmo olhares, gestos e pensamentos conscientes) as nossas famílias, comunidades e o mundo em que vivemos…

E já não mais conseguiremos falar sem sentido. Andar sem rumo. Nem trabalhar sem um porque…
Uma consciência elevada nos guia na direção da realização de nossos sonhos.

O estado de FLOW (um estado pleno de satisfação e motivação intrínseca, descoberto pelo psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi ao pesquisar as respostas para “O que faz uma vida valer a pena?”) passa, então, a ser nosso estado de espírito…

Pedro-Cordier-Coach-IKIGAI-Conexao-Consciencia-Aprendizado-Flow-Compartilhamento-foto-01

“Quando elevamos a nossa consciência, percebemos as melhores possibilidades e fazemos as melhores escolhas para nossasvidas” (Pedro Cordier, Diretor de Marketing com Propósito do IKIGAI BRASIL)

Tudo começa quando esvaziamos a nossa xícara, quando deixamos a nossa vida fluir, quando percebemos nosso propósito.

Quando encontramos a interseção, o ponto em comum entre o que a gente ama fazer, o que fazemos bem, o que agrega valor às nossas vidas e o que deixa um legado positivo em nosso meio…

Quando paixão, profissão, vocação e missão, estão em harmonia, encontramos a nossa razão de ser…

Ao trazermos à tona o nosso IKIGAI, mudamos o nosso olhar, o nosso comportamento, a nossa forma de interagir…

Pedro-Cordier-Coach-IKIGAI-Conexao-Consciencia-Proposito-Aprendizado-Flow

“Ao trazermos à tona o nosso IKIGAI, mudamos o nosso olhar, o nosso comportamento, a nossa forma de interagir” (Pedro Cordier, Diretor de Marketing com Propósito do IKIGAI BRASIL)

Com a nossa razão de ser em evidência, mudam também as nossas fontes e, consequentemente, a nossa comunicação…

E passamos a fazer uma grande diferença no mundo, em todos os sentidos. Seja através de uma palavra de amor, de um gesto de carinho, de um trabalho bem feito ou de um belo legado.

Como disse Mahatma Gandhi:

“Você tem que ser o espelho da mudança que está propondo. Se eu quero mudar o mundo, tenho que começar por mim”.

Vamos juntos?

(Pedro Cordier)

O professor Pedro Cordier apresenta o conceito da metodologia Metainteligência Emocional

meta-inteligencia-emocional-coach-pedro-cordier-the-inner-game-coaching-005

Para Pedro Cordier, professor, escritor, coach com certificação da The Inner Game International School by Tim Gallwey e cocriador da metodologia Metainteligência Emocional,

um indivíduo emocionalmente metainteligente é aquele que consegue não somente identificar, mas, através da elevação da sua consciência, consegue perceber seu estado emocional e utilizar melhor suas emoções, aumentando a efetividade dos resultados desejados“.

meta-inteligencia-emocional-coach-professor-pedro-cordier-the-inner-game-coaching-psicologia-positiva-032

Leia o texto completo O que é Metainteligência Emocional? Por Pedro Cordier

.

Professor Pedro Cordier realiza palestra sobre a Metodologia Metainteligência Emocional

meta-inteligencia-emocional-coach-professor-pedro-cordier-the-inner-game-coaching-psicologia-positiva-035

A Metodologia Metainteligência Emocional foi lançada pelo professor Pedro Cordier, The Inner Game Coach com certificação internacional da escola de Tim Gallwey, nesta última terça, dia 31 de outubro de 2017. O evento contou ainda com a psicóloga Ana Beatriz.

Para quem não teve a oportunidade de ir, a palestra METAINTELIGÊNCIA EMOCIONAL abordou os seguintes pontos:

Os paradigmas e o nosso comportamento

The Inner Game

Como lidar com perdas e frustrações

Despertando o potencial de aprendizagem

.

Confiram algumas fotos do evento:

Metainteligência Emocional – Como usar as suas emoções a seu favor

meta-inteligencia-emocional-pedro-cordier-coaching-psicologa

A inteligência emocional é a capacidade que nos permite perceber, controlar e expressar as nossas emoções de forma assertiva.

O prefixo Meta significa ‘ir além’; ‘transcender’ ou ‘fazer uma reflexão crítica sobre algo’.

Metainteligência Emocional é a metodologia de Autoconhecimento com bases em Psicologia, PNL, Filosofia, Coach e Neurociência, que vai te ajudar a ajustar o direcionamento da sua vida, não somente pela meta que você quer atingir ou pelo sonho que você quer realizar, mas pelo redescobrimento da sua essência.

A metodologia Metainteligência Emocional se propõe a ir “além da inteligência emocional” com o objetivo de nos ajudar a entender e lidar melhor com as nossas emoções e a dos outros. Nos permite a autoconexão e a elevação da consciência para descobrir quem realmente somos e qual a diferença que podemos fazer no mundo.

.

A palestra do dia 31 de Outubro

meta-inteligencia-emocional-pedro-cordier-coaching meta-inteligencia-emocional-ana-beatriz-psicologia meta-inteligencia-emocional-pedro-cordier-coaching-ana-beatriz-psicologia

.

METAINTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Com Pedro Cordier e Ana Beatriz.

PROGRAMAÇÃO

19:00 – 19:45
Música, arte e conexões

19:45 – 21:30
Palestra METAINTELIGÊNCIA EMOCIONAL

Como lidar com perdas e frustrações.
A importância do Jogo Interior (The Inner Game)
Os paradigmas e o nosso comportamento
Desperte seu potencial de aprendizagem

21:30 – 22:00
Troca de ideias

INSCRIÇÕES: https://www.sympla.com.br/metainteligencia-emocional—como-usar-suas-emocoes-a-seu-favor__202026

.

Você tem sido o melhor de você?

Na semana passada, meu primo Rodrigo, que mora em Ilhéus, me telefonou. Disse que estaria em Salvador na sexta-feira e me perguntou se eu teria algum estúdio de tatuagem para indicar, pois, ele queria tatuar o nome de seu filho Dante, na perna esquerda, pois, já tem  nome de sua filha Sara tatuado na perna direita.

Rodrigo é meu primo-irmão. Passamos boa parte da maioria das nossas férias na casa de praia de meu tio Euclides. Era uma bela reunião de primos: Rodrigo, Tadeu, Milena, Nelsinho, Karina, meu irmão Euclides e eu. Nossa adolescência foi repleta de futebol, praia, amizade, passeios… E muito amor.

Então, primo, que tatuador você me indica? – Perguntou Rodrigo.

Indico Boca Tatoo, que fez minhas duas primeiras tatuagens. Você pretende ir lá que dia?

Amanhã de manhã. Me passe o endereço que eu vou. Sei que você vai estar muito ocupado. 

Sei que você vai estar muito ocupado“. Durante alguns longos segundos, aquelas palavras ficaram ecoando no meu ouvido, até chegar ao meu coração… O Pedro Workaholic é o melhor Pedro que eu posso ser? Foi então que, sem racionalizar muito, falei pra ele:

Eu vou com você amanhã em Boca. De repente eu até faço uma nova tatoo também…

Rodrigo deu uma risada gostosa, que exprimia um misto de surpresa e alegria e emendou:

E o seu trabalho? Você vai poder ir mesmo? Não quero atrapalhar…

Meu trabalho é algo muito importante na minha vida, tanto que trabalho com o que gosto e com uma equipe sensacional, mas, nada é mais importante que a oportunidade de ver quem a gente ama!

Bem… O dia foi incrível. Rodrigo estava acompanhado da sua atual esposa Ana, que eu ainda não conhecia e eu fui acompanhado de minha filha Louise. Nos divertimos muito no estúdio, conversando, relembrando o passado e nos atualizando sobre nossas famílias. No final, acabou que cada um de nós fez uma tatuagem e, mais do que isso, fizemos a diferença nas vidas uns dos outros…

Fiz questão de dividir essa pequena história com vocês pois, foi bastante marcante pra mim, ter escolhido fazer algo diferente no meu dia. Fiz algo não programado, não agendado. Simplesmente eu silenciei meu racional e escutei o meu coração. Troquei uma manhã de trabalho por uma manhã em família, em plena sexta-feira.

E porque eu fiz isso? Por um motivo simples: Não sei qual a próxima oportunidade que terei.

Não sei quanto a vocês, mas, não faço a mínima ideia de quanto tempo nos resta aqui nessa jornada. Terei mais um dia? Dez meses? Cinquenta anos? E meu primo? Durante quanto tempo poderei desfrutar de sua companhia?

Me deparei com essa questão pela primeira vez, há muito tempo, quando ouvi Renato Russo cantar: “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar pra pensar, na verdade não há…

E não é que escutei essa música uns dias antes de receber a ligação de meu primo? Coincidência? Sincronicidade? Oportunidade? Na dúvida, não tive dúvidas: escolhi viver o aqui e agora.

Assim como fiz essa escolha, nos deparamos com diversas outras. Todos os dias.

Então, cabem as reflexões: Quais escolhas estou fazendo? Com que propósito? O que me motiva a fazer minhas escolhas?

Essas reflexões valem para todo tipo de relação. Profissional ou pessoal. Amizade ou relacionamento afetivo.

O que importa é que seja por inteiro. É que seja vivido no instante que está acontecendo. O importante é q sejam relacionamentos verdadeiros.

RELACIONAMENTOS POR INTEIRO…

Que cada beijo seja com sabor
Que cada palavra seja com amor

Que cada momento seja vivido
Que cada dia faça sentido

Que cada gesto seja de afeto
Que cada encontro seja completo

Por todo o infinito de um dia
Ou uma semana de pura alegria

Pra sempre ou em fevereiro
Viva o relacionamento por inteiro
.

AINDA SOBRE RELACIONAMENTOS…

Acredito em viver relacionamentos que iniciem e terminem todos os dias…
Como se não houvesse amanhã, sabe?

Como se não houvesse uma segunda oportunidade de fazer melhor…
Cada encontro um reencontro…

Cada bom dia um novo dia…
Cada boa noite, uma certeza:
Eu fui o melhor de mim…


.

Os 4 pontos fundamentais para alcançar a excelência

Quando se trata de alcançar bons resultados na comunicação de uma marca, empresa, produto ou serviço, não há outro caminho, senão o caminho da excelência.

Segundo a etimologia da palavra, excelência vem do latim excellentĭa,ae (grandeza, elevação, excelência, superioridade), de excellĕre (elevar, erguer, levantar ao alto, elevar-se acima de, ser superior, sobrepujar).

O substantivo (nome) excelência significa “qualidade do que é excelente; qualidade muito superior”.

Quem não se destaca positivamente através da sua comunicação, termina sendo preterido em relação ao concorrente.

O que não significa, obviamente, que SOMENTE uma boa comunicação vai resolver.

A marca (bem como uma empresa, produto ou serviço), deve ter seus diferenciais claros, pois, se a comunicação for bem feita, vai fazer com que as pessoas tenham acesso a essa marca e isso pode ser excelente, caso a marca seja realmente boa, mas, também pode ser bem ruim, se a marca não for nada daquilo que está sendo comunicado.

Partindo do pressuposto que a marca da sua empresa (ou a marca da empresa para a qual você trabalha) tem qualidade suficiente para estar no mercado, como fazer para alcançar a excelência na comunicação?

1. Estar preparado (foco na atualização do conhecimento e na informação)

Segundo Steven Jonhson, no livro De Onde Vêem as Boas Ideias:

(…) ocorreu algo milagroso, maravilhoso nos últimos 15 anos, temos tantas novas formas de nos conectar e tantas novas formas de buscar e encontrar novas pessoas que possuem aquela peça que faltava pra completar a ideia com que estávamos trabalhando. Ou de nos deparar por acaso com alguma informação nova e incrível que podemos usar para desenvolver ou melhorar as nossas próprias ideias.

Ou seja: Quanto mais nós lemos, assistimos vídeos produtivos, ouvimos falar de coisas interessantes, convivemos com pessoas inteligentes e nos informamos, maior é a nossa capacidade de ter boas ideias.

Precisamos de informação, colaboração e ambientes que permitam a criatividade e a mistura de ideias pra gerar inovação.

2. Usar as ferramentas corretas (foco nos meios adequados e no desenvolvimento de habilidades)

Arquimedes disse, certa feita:

Dê-me uma alavanca e um ponto de apoio e levantarei o mundo.

Se você trabalha com comunicação, não existe a menor possibilidade de você deixar de lado ferramentas poderosíssimas como as Mídias Sociais Online.

Por quê? Vamos aos números, somente das Redes Sociais Online de Mark Zuckerberg:

numero-de-usuarios-redes-sociais-outubro-2015

E olhe que nem falamos do Google e toda sua gigantesca rede de produtos e serviços, nem de outras redes como o Linkedin, Twitter, Periscope, do SnapChat, do Tumblr…

Temos que conhecer cada Rede Social Online, saber para que serve cada uma delas, qual o público que as utiliza e o que diferencia cada uma delas. Quanto mais conhecermos as ferramentas, mais preparados estaremos para usá-las.

3. Fazer bem feito (foco no resultado e, ao mesmo tempo, na satisfação pessoal)

Conhecer as ferramentas é fundamental. PONTO.

Porém, é importantíssimo não só conhecer cada Rede Social Online, mas também, aprender a utilizá-las como Mídias Sociais, da maneira mais adequada, criativa e eficiente possível.

Uma boa comunicação, gera RESULTADOS POSITIVOS para a marca e isso é inquestionável. Mas, nem sempre algo que parece ser positivo quantitativamente, significa um bom resultado.

Quer um exemplo? Aumentar o número de curtidores de uma página no Facebook, à princípio, pode parecer um bom resultado.

Mas, se esse número vier de uma promoção que coloque um produto de alto valor agregado por um preço ridiculamente baixo, pode atrair pessoas que não entendem a cultura da marca e gerar uma onda de insatisfação pelos “altos preços praticados” após a promoção.

A questão “Aumento de Fãs x Engajamento” vale a pena ser pesquisada no Google, pois, vai complementar o assunto abordado neste tópico.

E lembre-se de uma questão fundamental, o resultado deve ser positivo para o cliente e, principalmente, pra você. Se você ama o que faz, vai vibrar com cada resultado positivo alcançado!

4. Aguçar a percepção (foco na consciência além do trabalho).

evolucao-desenvolvimento-da-sociedade-pedro-cordier

Fonte: http://www.pedrocordier.com/2011/05/15/bem-vindos-a-era-da-conectividade/

Estamos em plena Era da Conectividade.

Uma Era onde a informação deixou de ser diferencial (uma vez que agora todos tem acesso a ela) e passou a ser fundamental.

Mas, junto com a abundância da informação, vem a importância de discernir entre as fontes e de interpretar seus significados com um olhar que vai além dos sentidos…

Junto com a informação e o conhecimento, precisamos abrir a mente para entender essa nova realidade conectada e desenvolver uma nova consciência mercadológica.

Temos que perceber que as pessoas estão mudando, a Natureza está pedindo socorro e o atual mercado, com seu jeito ganancioso e unilateral de fazer negócio, está em franca decadência.

Temos que aguçar a nossa percepção para enxergar além do produto e bem acima desse atual mercado para desenvolver negócios inovadores.

Como criar uma empresa de transporte sem possuir nenhum carro (UBER) ou uma empresa de hospedagem sem nenhum quarto (AIR BNB) ou até uma locadora sem prateleira (NETFLIX).

A economia colaborativa deixou de ser uma tendência e passou a ser uma realidade que veio para ficar… E transformar as relações de consumo que estamos habituados a ver e participar.

Ano passado, cerca de 80% das reservas de hospedagem foram feitas com serviços como o Airbnb e não com o próprio setor hoteleiro.

O Uber balançou a indústria de táxis e vem gerando protestos e tentativas de proibições por todo o mundo. Os taxistas se recusaram a se transformar e agora estão sofrendo com a sua própria inércia.

Qualquer semelhança com o que aconteceu com os donos de cavalos quando Ford criou a linha de produção e começou a fabricar automóveis em série, por volta da década de 1920, NÃO é mera coincidência.

E as locadoras de DVD (lembram delas?) não entenderam, nem aceitaram, as mudanças e foram engolidas pelos serviços de filmes digitais e de streaming.

Temos que nos adaptar para sobreviver e, mais ainda, precisamos estudar, entender e aprimorar essa nova maneira de fazer negócios.

Assim, passaremos a ser agentes transformadores e até lideranças desse novo momento de mudanças culturais, mercadológicas, sociais, políticas, tecnológicas e comportamentais.

O exemplo desses novos negócios compartilhados serão replicados nas demais áreas da economia, a começar pela alimentação. Serão? Será que aplicativos como o iFood, por exemplo, já não têem essa visão de economia compartilhada?

Se queremos entender, participar e até inovar dentro dessa nova maneira de fazer negócios precisamos ter a visão de usar os smartphones e tablets como ferramentas de simplificação.

Capazes de se travestir ao mesmo tempo, de GPS, câmera, cartão de crédito, gerador de mensagens ou de meio de compartilhamento com as mídias sociais, entre outras funções em toda e qualquer área de atuação existente.

Estima-se que em 2017 mais de três bilhões de pessoas do planeta terão um smartphone.

Hoje, no Brasil, esse número já passa de 70 milhões de unidades…

Apesar de tanto se falar em crise, temos que ampliar a nossa capacidade e a nossa criatividade para buscar saídas.

Enquanto uns estão engrossando o coro dos que se queixam, tem muita gente do outro lado, usando a criatividade para ganhar dinheiro em Salvador, na Bahia, no Brasil e no mundo.

E você? Independente da posição em que se encontra hoje, de que lado você quer estar amanhã?

Temos que perceber que as pessoas estão mudando, a Natureza está pedindo socorro e o atual mercado, com seu jeito ganancioso e unilateral de fazer negócio, está em franca decadência.

Temos que aguçar a nossa percepção para enxergar além do produto e bem acima desse atual mercado para desenvolver negócios inovadores.

(Pedro Cordier, CEO da Equilibra Digital, Professor de Pós Graduação, Life & Professional Coach, Especialista em Comunicação, Criatividade e Conectividade)

 

Ser criativo é uma questão de escolha… E atitude!

Muito se fala sobre CRIATIVIDADE, mas, você já parou pra pensar o assunto com um pouco mais de profundidade?

Apesar de muita gente resumir criatividade a “um processo de geração de ideias“, percebo o assunto como algo bem mais amplo. O resultado de um processo criativo, por exemplo, é algo que precisa ter alguma aplicação prática em nossas vidas.

Ideias criativas são importantes. Ponto. Porém, tornam-se bem mais valiosas quando são desenvolvidas, executadas, postas em prática… Elevando-se, assim, ao patamar de inovação.

Um outro ponto interessante é percebermos a criatividade como uma habilidade adquirida e não um talento que nasce conosco. Analisando dessa forma, poderemos nos sentir motivados a nos tornar pessoas mais criativas.

Isso depende de tempo, dedicação e esforço, é claro, mas, já nos permite escolher se queremos, ou não, implementar a criatividade em nossas vidas ao invés de, simplesmente, aceitarmos ser rotulados como “uma pessoa que não é criativa“.

Pensar de forma criativa envolve significativas mudanças comportamentais e cognitivas. Desde a maneira como encaramos as coisas ao nosso redor ao modo como agimos em relação à tudo aquilo que nos cerca.

Tornar-se mais criativo exige um aguçamento dos nossos sentidos e o desenvolvimento da nossa percepção…

miles davis

Segundo Miles Davis (Miles Dewey Davis Jr foi um trompetista, compositor e bandleader de jazz norte-americano. Considerado um dos mais influentes músicos do século XX): “se alguém quiser se manter criativo, é preciso que esteja pronto para mudar”.

Então, fica evidente que as pessoas que fazem sempre as mesmas coisas, do mesmo modo, dificilmente desenvolverão seu potencial criativo.

Se você deseja ser uma pessoa criativa, esteja aberto para mudanças. Esteja sempre predisposto para mudar paradigmas, fazer novas escolhas, experimentar… E, com isso, obter todas os benefícios de sua criatividade.

howard gardner

Vale aproveitar o contexto para esclarecer mais um ponto polêmico: apesar de co-relacionadas, criatividade e inteligência não são a mesma coisa, ou seja, é possível nos depararmos com pessoas muito inteligentes e pouco criativas e vice-versa.

De acordo com Howard Gardner (psicólogo cognitivo e educacional estado-unidense, conhecido em especial pela sua teoria das inteligências múltiplas. Ele é professor de Cognição e Educação na Universidade de Harvard, professor adjunto de neurologia na Universidade de Boston), “(…) quando os indivíduos talentosos são examinados, fica claro que a criatividade psicométrica é independente da inteligência psicométrica, uma vez que tenha atingido o limiar de um QI de 120”.

Uma coisa todos concordamos: se tem uma coisa que não é facilmente explicável é o processo criativo. Muita gente fala coisas como: “Me bateu uma inspiração” ou “essa ideia veio do nada. Apareceu na minha mente”. Mesmo quando acabamos de ter uma ideia brilhante, geralmente não conseguimos identificar a sua origem.

No entanto, não existe mágica: a criatividade é uma habilidade (e, como tal, pode ser desenvolvida) que nos permite criar ou perceber novos padrões que não havíamos identificado anteriormente.

Ou seja, nenhum criativo consegue seguir adiante sem experiências ou fatos prévios. Ninguém cria do nada ou com o nada. Sua criatividade depende, umbilicalmente, dos livros que você lê, dos filmes que assiste, dos amigos com quem você se relaciona, das experiências que você vive…

Desse modo, a concepção de criatividade como um momento mágico e instantâneo é bem diferente da realidade. É bem verdade que a criatividade envolve a produção constante de novas ideias, mas todas a partir da conexão à uma base de conhecimentos pré existente.

Toda ideia gerada por um processo criativo, por mais inédita que seja, sempre estará conectada, na sua origem, a diversos outros conhecimentos previamente adquiridos.

pedro-cordier-professor-mba-especialista-comunicacao-criatividade-e-conectividade-

Portanto, fique ciente que quanto mais você abre a sua mente e se conecta com novas possibilidades, mais criativo você se torna. Mais ideias você tem. Mais inovação você gera…

Ser criativo é uma questão de escolha… E, mais, ainda, ser criativo é uma questão de atitude!

(Pedro Cordier, CEO da Equilibra Digital, Professor de Pós Graduação, Life & Professional Coach, Especialista em Comunicação, Criatividade e Conectividade)

Professor Pedro Cordier é diplomado membro da Academia de Cultura da Bahia

professor-pedro-cordier-membro-titular-academia-de-cultura-da-bahia-02

O professor Pedro Cordier, Especialista em COMUNICAÇÃO, CRIATIVIDADE E CONECTIVIDADE, tomou posse como membro efetivo da Academia de Cultura da Bahia, pelos serviços prestados à Educação e Cultura na Bahia e no Brasil, por seu empenho solidário a instituições educacionais filantrópicas.

O diploma de membro efetivo da ACB, outorgado pela Faculdade Hélio Rocha, foi entregue pelo poeta Pedro Ramalho, em cerimônia conduzida pelo excelentíssimo Presidente da Academia, Sr. Benjamin Batista Filho.

Professor Pedro Cordier recebe a certificação de Leader COACH

pedro-cordier-empreendedor-lider-coach-brascoaching-folder

O professor Pedro Cordier finalizou o primeiro módulo da formação completa em #‎COACHING pela Brascoaching, recebendo a certificação de Leader Coach.

Ao final da formação completa (que ocorrerá em fevereiro de 2015), receberá ainda as seguintes certificações:

o)) Life & Professional Coaching
o)) Analista de perfil comportamental – DISC (Certificação International – Coaching Profiler)

 

“Aprender e Compartilhar… Sempre!”

Professor Pedro Cordier faz palestra de abertura do evento internacional com James Hunter

professor-pedro-cordier-especialista-em-comunicacao-criatividade-e-conectividade-com-james-hunter

O professor Pedro Cordier, Especialista em Comunicação, Criatividade e Conectividade e CEO da Equilibra Digital, ministrou a palestra de abertura “GESTÃO CRIATIVA DA REPUTAÇÃO ONLINE“, no evento internacional com o autor do best seller “O Monge e o Executivo“, dia 24 de setembro de 2014, no Hotel Fiesta.

Quase 800 pessoas lotaram o auditório. O público ficou empolgado com as apresentações de Pedro Cordier e James Hunter!

© 2018 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA