Movimento “Vai Ter Gorda” completa 3 anos em Salvador e comemora com ato em Itapuã

Oi, gente linda! Tudo bem com vocês? Neste domingo, 13, aconteceu na praia de Itapuã, em Salvador, um ato em comemoração aos 3 anos do Movimento “Vai Ter Gorda” na cidade soteropolitana. Mulheres gordas tomaram conta da praia com muita autoestima para promover o amor próprio e contra a gordofobia.

 

 

“O sentimento é de forças renovadas, pois o grupo se fortalece na base. O Vai Ter Gorda sente que esses 3 anos são ínfimos perto das barreiras que precisam ser quebradas, mas é satisfatório que paulatinamente as mentalidades preconceituosas, gordofobicas, vão recebendo doses de nossas ações”, disse Adriana Santos, organizadora do movimento.

Segundo Adriana, o objetivo do movimento é quebrar barreiras e promover a autoestima entre as mulheres gordas. “O Vai Ter Gorda tem como principal objetivo erradicar a gordofobia na sociedade, respeitar as diferenças, tirar as mulheres gordas do espaço de invisibilidade social e estigmatização negativa, promovendo sempre a autoestima das mulheres”, afirmou.

São movimentos como esse que fazem a diferença no meio Plus Size. É de grande importância que nós mulheres gordas tenhamos atos como esse para questionar a gordofobia na sociedade e trazer cada vez mais autoestima. Parabéns para a idealizadora Adriana Santos e para todos os envolvidos no movimento aqui em Salvador.

Vocês participaram do ato deste domingo? Me conta nas minhas redes sociais que vou amar saber! Me sigam lá no Instagram www.instagram.com/vivifvieira para não perder nenhuma novidade, se inscrevam no meu canal youtube.com/vivianvieira e curtam minha página no Facebook facebook.com/vivifvieira.

Fotos: Reprodução

Bjs,

Vivian Vieira

SETEMBRO AMARELO – Não é frescura!

Oi, gente linda! Tudo bem com vocês? Vocês sabiam que Setembro é o mês da conscientização do suicídio? Segundo dados do CVV, Centro de Valorização da Vida, o suicídio mata 1 brasileiro a cada 45 minutos e 1 pessoa a cada 45 segundos em todo o mundo.

As causas do suicídio entre os jovens geralmente é o bullying que acaba gerando depressão ou ansiedade, causa que afeta principalmente muitas pessoas gordas através da gordofobia.

Um caso recente que chamou atenção foi de Dielly Santos, de 17 anos, que se suicidou em maio após sofrer bullying na escola onde estudava por ser gorda. O caso ficou famoso principalmente no meio Plus, mas mesmo depois de sua morte vários comentários maldosos foram deferidos a Dielly. Aqui em Salvador aconteceu até mesmo um ato para alertar jovens sobre a gordofobia e o suicídio por conta deste caso.

Podemos mudar a vida de uma pessoa que está passando por isso a ouvindo e dando suporte. Depressão e ansiedade não é frescura e ter um ombro amigo é essencial neste momento. Se você está passando por isso peça ajuda! Converse com pessoas de sua confiança e procure ajuda profissional. O CVV também realiza apoio emocional e prevenção do suicídio gratuitamente, com total sigilo, através de email, chat e telefone. Ligue 188 Site da CVV  Saiba que você não está sozinho!

 

 

 

Me sigam lá no Instagram www.instagram.com/vivifvieira para não perder nenhuma novidade, se inscrevam no meu canal youtube.com/vivianvieira e curtam minha página no Facebook facebook.com/vivifvieira.

Fotos: Reprodução

Cinco coisas que você NUNCA deve falar para uma pessoa gorda

Oi, gente linda! Tudo bem com vocês? Nós, pessoas gordas, sempre ouvimos algumas frases gordofóbicas durante nosso dia a dia. Muitas vezes as pessoas que usam essas frases nem mesmo sabem que estão sendo gordofóbicas, por ser algo tão enraizado na nossa sociedade, infelizmente. Separei cinco frases que já ouvi e achei desagradável. Vem ver!

 

“Você não é gorda, é linda!”

Quem disse que não pode ser gorda, linda, gostosa, diva e tudo de bom? Gorda não é ofensa, e sim apenas mais uma característica, como magra.

“Você tem um rosto lindo.”

Essa frase geralmente vem acompanhada com uma cara de tristeza, por um rosto tão lindo ser “desperdiçado” por um corpo gordo. Só tenho uma coisa a dizer: O rosto é lindo e o corpo é mais ainda!

“Por que não emagrece? Ficaria mais bonita!”

A decisão de emagrecer ou não tem que ser exclusivamente da pessoa e não é isso que fará ela ficar mais bonita ou não.

“Sua saúde não deve estar bem.”

Atenção para a frase mais falada para pessoas gordas de todos os tempos! A preocupação com a saúde quando muitas vezes nem mesmo conhece a pessoa é a forma que alguns acharam para esconder a gordofobia. Se a saúde da pessoa está bem ou não, é responsabilidade da pessoa. Ser gorda não é sinônimo de doença, assim como ser magra não é de saúde.

“Estou tão gorda!”

Quem nunca conheceu aquela pessoa nos padrões, que veste no máximo 42, e fala que está gorda mesmo não estando, e, além disso, age como se fosse o fim do mundo? Ser gorda não é o final do mundo e uma pessoa vestindo 42 está bem longe disso.

Já ouviu alguma dessas frases chatas? Me conta nas minhas redes sociais! Me sigam lá no Instagram www.instagram.com/vivifvieira para não perder nenhuma novidade, se inscrevam no meu canal youtube.com/vivianvieira e curtam minha página no Facebook facebook.com/vivifvieira.

Foto: Reprodução | Adriana Libini

Bjs,

Vivian Vieira

GORDOFOBIA MATA – Ato acontecerá em Salvador

Oi, gente linda! Tudo bem com vocês? Milhares de jovens gordos morrem todos os anos por causa do bullying fora e dentro das escolas. A Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), de 2012, entrevistou 110 mil alunos e traçou o perfil dos estudantes a partir da percepção deles sobre o próprio corpo, numa escala de características como “muito magro”, “magro”, “normal”, “gordo” e “muito gordo”. Após comparar as respostas das entrevistas, a pesquisa chegou à conclusão que os estereótipos “muito magro”, “gordo” e “muito gordo” são os alvos preferidos de perseguições: 11,3%, 12,1% e 23,7% das crianças inseridas nestas categorias, respectivamente, responderam sofrer bullying com frequência.

 

Na quarta-feira, 16, Dielly Santos, uma jovem de 17 anos foi encontrada sem vida, na casa onde morava com a tia no distrito de Icoaraci, no estado do Pará. Amigos contam que a jovem era sorridente e carinhosa, uma prima da jovem chegou a comentar que Dielly sempre sofria bullying, principalmente na escola que estudava. Amigos pretendem realizar uma manifestação onde moram nos próximos dias contra o bullying e de conscientização da população sobre a depressão. Aqui em Salvador acontecerá um ato contra a gordofobia no dia 03 de junho às 16h, na praça das gordinhas, em Ondina, organizado pelo movimento “Vai Ter Gorda”.

 

 

 

Após a morte de Dielly a gordofobia que ela passava ficou ainda mais evidente através de comentários ofensivos nas redes sociais, as famosas “piadinhas”. Infelizmente a gordofobia está presente tanto em escolas, como no trabalho e em diversos aspectos da vida de uma pessoa gorda, principalmente de nós mulheres. Quantas “Diellys” precisarão morrer para isso acabar? É uma luta diária ser uma mulher gorda nessa sociedade que anda tão doente de preconceito, e que não tem empatia nem para uma jovem que faleceu de maneira tão triste, por não suportar mais sofrer com o bullying.

Se você está passando por alguma situação de gordofobia que esteja afetando o seu emocional procure ajuda profissional, se abra com pessoas próximas que possam entender e se precisar, vamos bater um papo nas minhas redes sociais sobre isso.  Não podemos nos calar, e nunca se esqueça que você não está sozinha.

Você pode ser ouvido: 
Basta ligar para o telefone 141 ou acessar o site cvv.org.br, onde o apoio emocional gratuito é oferecido 24 horas por dia, nos sete dias da semana, via chat, Skype o email.

Vamos ficar mais conectados? Me sigam lá no Instagram www.instagram.com/vivifvieira para não perder nenhuma novidade, se inscrevam no meu canal youtube.com/vivianvieira e curtam minha página no Facebook facebook.com/vivifvieira.

Bjs,

Vivian Vieira

Modelo Plus Size mais famosa do Brasil foi rejeitada por estilistas

Oi, gente linda! Tudo bem com vocês? Aconteceu neste último fim de semana na 8ª edição do baile da amfAR em São Paulo, uma festa onde o valor dos convites e dos itens leiloados beneficiam pesquisas e combate a AIDS.

O evento contou com a presença de famosos como Bruna Marquezine, Neymar, Sabrina Sato e a modelo Plus Size mais famosa do Brasil conhecida pela mídia como Gisele Bündchen Plus Size, Fluvia Lacerda. O mercado Plus Size vem crescendo cada vez mais, porém, algo que chamou atenção foi o fato da modelo ter produzido o próprio vestido.

A modelo depois de ser rejeitada por todos os estilistas de alta costura que costumam vestir diversas celebridades, desenhou o seu próprio vestido e com a ajuda de Mario Catto e Malu Maya, executou segundo ela “esse sonho de vestido de forma tão impecável!”, mostrando aos estilistas gordofóbicos que nada é capaz de parar seu trabalho. “Esse vestido foi um sonho meu, imaginado depois de tantas portas fechadas na tentativa de ser vestida por uma marca ou designer nacional”, disse em publicação no seu perfil do Instagram.

Esse episódio absurdo serviu para deixar ainda mais em visibilidade a gordofobia que ainda existe principalmente no mundo da moda, e como ser gorda é difícil até mesmo para quem está na mídia. Nós como mulheres gordas não devemos aceitar o que tentam nos impor e mostrar que merecemos mais espaço sim! Fluvia é um exemplo de força e luta contra a gordofobia.

 

Vamos ficar mais conectados? Me sigam lá no Instagram www.instagram.com/vivifvieira para não perder nenhuma novidade, se inscrevam no meu canal youtube.com/vivianvieira e curtam minha página no Facebook facebook.com/vivifvieira.

Fotos: Reprodução

Bjs,

Vivian Vieira

© 2019 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA