Movimento “Vai Ter Gorda” completa 3 anos em Salvador e comemora com ato em Itapuã

Oi, gente linda! Tudo bem com vocês? Neste domingo, 13, aconteceu na praia de Itapuã, em Salvador, um ato em comemoração aos 3 anos do Movimento “Vai Ter Gorda” na cidade soteropolitana. Mulheres gordas tomaram conta da praia com muita autoestima para promover o amor próprio e contra a gordofobia.

 

 

“O sentimento é de forças renovadas, pois o grupo se fortalece na base. O Vai Ter Gorda sente que esses 3 anos são ínfimos perto das barreiras que precisam ser quebradas, mas é satisfatório que paulatinamente as mentalidades preconceituosas, gordofobicas, vão recebendo doses de nossas ações”, disse Adriana Santos, organizadora do movimento.

Segundo Adriana, o objetivo do movimento é quebrar barreiras e promover a autoestima entre as mulheres gordas. “O Vai Ter Gorda tem como principal objetivo erradicar a gordofobia na sociedade, respeitar as diferenças, tirar as mulheres gordas do espaço de invisibilidade social e estigmatização negativa, promovendo sempre a autoestima das mulheres”, afirmou.

São movimentos como esse que fazem a diferença no meio Plus Size. É de grande importância que nós mulheres gordas tenhamos atos como esse para questionar a gordofobia na sociedade e trazer cada vez mais autoestima. Parabéns para a idealizadora Adriana Santos e para todos os envolvidos no movimento aqui em Salvador.

Vocês participaram do ato deste domingo? Me conta nas minhas redes sociais que vou amar saber! Me sigam lá no Instagram www.instagram.com/vivifvieira para não perder nenhuma novidade, se inscrevam no meu canal youtube.com/vivianvieira e curtam minha página no Facebook facebook.com/vivifvieira.

Fotos: Reprodução

Bjs,

Vivian Vieira

GORDOFOBIA MATA – Ato acontecerá em Salvador

Oi, gente linda! Tudo bem com vocês? Milhares de jovens gordos morrem todos os anos por causa do bullying fora e dentro das escolas. A Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), de 2012, entrevistou 110 mil alunos e traçou o perfil dos estudantes a partir da percepção deles sobre o próprio corpo, numa escala de características como “muito magro”, “magro”, “normal”, “gordo” e “muito gordo”. Após comparar as respostas das entrevistas, a pesquisa chegou à conclusão que os estereótipos “muito magro”, “gordo” e “muito gordo” são os alvos preferidos de perseguições: 11,3%, 12,1% e 23,7% das crianças inseridas nestas categorias, respectivamente, responderam sofrer bullying com frequência.

 

Na quarta-feira, 16, Dielly Santos, uma jovem de 17 anos foi encontrada sem vida, na casa onde morava com a tia no distrito de Icoaraci, no estado do Pará. Amigos contam que a jovem era sorridente e carinhosa, uma prima da jovem chegou a comentar que Dielly sempre sofria bullying, principalmente na escola que estudava. Amigos pretendem realizar uma manifestação onde moram nos próximos dias contra o bullying e de conscientização da população sobre a depressão. Aqui em Salvador acontecerá um ato contra a gordofobia no dia 03 de junho às 16h, na praça das gordinhas, em Ondina, organizado pelo movimento “Vai Ter Gorda”.

 

 

 

Após a morte de Dielly a gordofobia que ela passava ficou ainda mais evidente através de comentários ofensivos nas redes sociais, as famosas “piadinhas”. Infelizmente a gordofobia está presente tanto em escolas, como no trabalho e em diversos aspectos da vida de uma pessoa gorda, principalmente de nós mulheres. Quantas “Diellys” precisarão morrer para isso acabar? É uma luta diária ser uma mulher gorda nessa sociedade que anda tão doente de preconceito, e que não tem empatia nem para uma jovem que faleceu de maneira tão triste, por não suportar mais sofrer com o bullying.

Se você está passando por alguma situação de gordofobia que esteja afetando o seu emocional procure ajuda profissional, se abra com pessoas próximas que possam entender e se precisar, vamos bater um papo nas minhas redes sociais sobre isso.  Não podemos nos calar, e nunca se esqueça que você não está sozinha.

Você pode ser ouvido: 
Basta ligar para o telefone 141 ou acessar o site cvv.org.br, onde o apoio emocional gratuito é oferecido 24 horas por dia, nos sete dias da semana, via chat, Skype o email.

Vamos ficar mais conectados? Me sigam lá no Instagram www.instagram.com/vivifvieira para não perder nenhuma novidade, se inscrevam no meu canal youtube.com/vivianvieira e curtam minha página no Facebook facebook.com/vivifvieira.

Bjs,

Vivian Vieira

© 2019 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA