REDUÇÃO NA JORNADA DE TRABALHO E SALÁRIO DE R$ 4MIL, POR ADROALDO DOS SANTOS

O sabatinado da última quinta-feira (6/9), postulante ao cargo de senador, pela Bahia, foi o professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Adroaldo dos Santos (PCO), quem fechou a primeira semana de sabatinas da Aratu. O postulante comentou as propostas do partido e explicou que nenhum plano de governo é visto como “personalista”, mas como algo discutido pela legenda.

Adroaldo comentou o atentado sofrido pelo deputado Jair Bolsonaro (PSL) classificando como uma “reação das pessoas” para alguém que faz apologia ao crime e ataca a população. O candidato falou ainda sobre manobra em algumas pesquisas eleitorais, por não apresentar o nome de Lula, sobre a “dissolução da Polícia Militar”, e a redução da jornada de trabalho. Adroaldo afirmou, ainda, que o valor do salário mínimo não poderia ser menor que R$ 4 mil.

Confira na íntegra: 

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

UM JAQUES WAGNER INCOMODA MUITA GENTE, SEGUNDO ELE MESMO

O terceiro candidato ao Senado a participar da sabatina no Linha de Frente foi o ex-governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), que foi entrevistado pelos jornalistas Pablo Reis e Matheus Carvalho, na última quarta-feira (5/9). O postulante falou sobre os projetos que tem para o país e a Bahia, caso seja eleito, sobre o atual governo e a interdição da candidatura do ex-presidente Lula à Presidência da República.

Perguntado sobre a polêmica com o MBL — leia aqui –, Wagner afirmou que incomoda “porque o PT na Bahia é sinônimo de sucesso”. “Meu nome foi levantado como ‘plano b’ do partido, sugestão que eu, inclusive, nunca comunguei, porque o Lula é insubstituível”, comentou.

Wagner comentou ainda sobre a participação de Lula na escolha dos nomes para postulantes pelo PT e um possível apoio do candidato Ciro Gomes (PDT).

Confira na íntegra:

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

BOLSONARO: DO QUARTO DE HOSPITAL PARA A TV

A coordenação de campanha de Jair Bolsonaro (PSL) ainda não decidiu se vai colocar uma equipe de filmagem dentro do quarto de hospital para gravar depoimentos para o horário político na televisão. Enquanto uns acreditam que a comoção desta cena possa acalmar os corações dos militantes e amenizar a ira dos opositores, outros sustentam que a situação pode ser considerada aproveitamento político.

Neste domingo, o boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein garante que o candidato “apresenta nítida melhora clínica  e laboratorial”. O político continua sendo mantido sob jejum oral, sendo alimentado por via endovenosa.

Apesar de não definirem se vão gravar no hospital neste primeiro momento, os marqueteiros devem explorar bastante a cena da facada em Juiz de Fora – MG. O argumento é um só: é a última imagem do presidenciável em campanha.

Participe do nosso twitter: @linhadefrenteba

CANDIDATOS AO GOVERNO, IDEB PREOCUPANTE E PROPOSTAS PARA A EDUCAÇÃO

Na última segunda-feira (3/9), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), onde a Bahia aparece com números inferiores à meta estabelecida. Apenas o 5º ano do ensino fundamental teve nota positiva, obtendo 4,7 no ano passado, superando, inclusive, a meta de 2019, que era de 4,5. Mas o ensino médio na rede estadual, por exemplo, teve uma queda de 3,0 para 2,7 em seis anos. Confira todos os índices clicando aqui.

Em 2018, os postulantes ao cargo de governador da Bahia registraram propostas para a educação no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Confira:

Célia Sacramento (Rede)

Quer investir na formação técnico-profissional, com o Programa Jovem Técnico; promete “erradicar o analfabetismo no Estado da Bahia no período de quatro anos, através do Programa Bahia Alfabetizadora”; quer ampliar o número de escolas de ensino fundamental; “modernizar a estrutura física das escolas”; e implantar o serviço de orientação pedagógica.

João Henrique Carneiro (PRTB)

Promete ampliar o Programa Todos pela Alfabetização (Topa); aumentar o número de escolas em comunidades rurais; quer intensificar a infraestrutura das escolas; quer ainda apoiar os estudantes de baixa renda; e dar prioridade para a educação especial nas escolas.

João Santana (MDB)

Quer implantar o ensino técnico profissionalizante no regime integral; dar prioridade aos municípios com menores Índices de Desenvolvimento; e reformular a estrutura física de todas as escolas do estado, de todos os níveis.

Marcos Mendes (PSOL)

O candidato quer implantar o regime integral em todas as escolas do estado; mais atenção à educação de pessoas com deficiência, quilombolas, indígenas, grupos LGBTQ+ e idosos; reformular o plano de carreira dos professores estaduais; implantar “elementos da cultura geral, da cultura humanística e da cultura formativa”.

Rui Costa (PT)

O atual governador promete  incrementar disciplinas que discutam temas atuais como questões de gênero, educação socioemocional, culturas afro-brasileiras, entre outros; aliar a tecnologia à educação; iniciar a educação científica nas escolas de educação básica;  “implantar ao menos um curso profissionalizante em cada unidade escolar”; investir em ações que estimule a alfabetização; e “ampliar a proficiência dos estudantes no Ensino Médio”.

Zé Ronaldo (DEM)

Afirma que vai aliar a formação geral com a formação profissional integrada; promete investir na formação dos professores e o pagamento de bônus nos salários deles, a partir dos resultados obtidos pelos alunos; “criar um programa especial de apoio técnico, administrativo e pedagógico aos municípios”; implantar o Novo Ensino Médio, com integração da educação profissional; e inovar o currículo, para “atender os interesses dos jovens”.

O candidato Orlando Andrade (PCO) não possui plano de governo registrado no TSE.

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

HADDAD COLADO EM BOLSONARO?

A única pesquisa Ibope, até o momento, sem o nome de Lula colocou Bolsonaro bem à frente dos concorrentes, com 22%, seguido por Ciro e Marina (12% cada), Alckmin (9%) e Haddad (6%).

Para o deputado federal baiano e candidato à reeleição, Nelson Pelegrino (PT), essa situação é temporária. O parlamentar usou o twitter, na manhã deste sábado (8), para dizer que “Haddad já encosta em Bolsonaro na pesquisa do mercado”, sem dar maiores detalhes sobre qual levantamento seria esse.

Certamente, ele se refere a uma pesquisa encomendada pela XP Investimentos, divulgada na noite de sexta, que aponta crescimento do candidato do Partido dos Trabalhadores. Bolsonaro aparece com 20%, seguido por Haddad (14%), Ciro (10%), Alckmin e Marina (8%). A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Outra postagem do candidato que chamou muito a atenção foi uma que parece comparar o atentado contra Bolsonaro e a prisão de Lula: “Impedir que Lula seja candidato é uma facada na democracia e na vontade de milhões de eleitores”.

Siga-nos pelo twitter: @linhadefrenteba

A TÍMIDA CAMPANHA DE ORLANDO ANDRADE

Orlando Andrada em Feira de Santana

Pela primeira vez concorrendo ao cargo de governador da Bahia, o candidato do Partido da Causa Operária (PCO), Orlando Andrade, tem feito uma campanha tímida pela Bahia. Natural de Feira de Santana, Orlando já concorreu, sem êxito, ao cargo de vice-prefeito da cidade. Aos 33 anos, garante que “não gosta de aparecer”, o que explicaria grande parte de sua agenda política voltada para Feira.

Em uma semana, dos nove compromissos, o ex-carteiro dos Correios cumpriu seis na “princesinha do sertão”. E, a pouco menos de um mês das eleições, Orlando não registrou propostas de governo no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

ZÉ RONALDO, RUI, HOSPITAIS E TRE

A coordenação de campanha de Rui Costa (PT) estuda acionar o Tribunal Regional Eleitoral para impedir a exibição de propaganda eleitoral de Zé Ronaldo (DEM) que mostra as áreas internas de hospitais. Os consultores jurídicos do candidato à reeleição pretendem alegar o artigo 265 do Código Penal que sustenta ser crime “atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública” (negrito nosso).

Os advogados querem se apegar a essa finalização do artigo para enquadrar as gravações como abusivas e prejudiciais ao funcionamento das unidades hospitalares. Alguns membros da campanha petista ficaram particularmente revoltados com gravações realizadas em berçários.

Participe do nosso twitter: @linhadefrenteba

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL ATÉ O ÚTERO

O candidato ao Senado, Francisco José (Rede), foi o segundo sabatinado da Aratu, na última terça-feira (4/9). Mas o que o postulante não conseguiu falar ao vivo durante o programa, disse ao Linha de Frente após a transmissão. Como o nome já poderia indicar, Francisco José é um homem católico, mas que garante ajudar Marina Silva, também da Rede Sustentabilidade, em um dos seus projetos: garantir o respeito aos LGBTQ+, mas com ações políticas e projetos de lei não especificados pelo candidato.

Em outro tema polêmico, a redução da maioridade penal, Francisco José garantiu que é contra a Pec 95, que deve voltar a ser discutida no Congresso após a eleição. “Sou totalmente contra e vou votar contra quando chegar o momento. Querem reduzir de 18 para 16, depois vão pensar em reduzir de 16 para 14 e vão fazendo a redução da redução. Até que um dia, no útero, vão dizer ‘olhe, você aí dentro, se pensar em roubar um pirulito no berçário, vai parar na detenção’. Eu encaro como coisa mesquinha”, disse o candidato.

Durante a sabatina, o candidato falou ainda sobre a Operação Lava Jato, a atuação do juiz Sérgio Moro e sobre segurança pública na Bahia.

Confira sabatina na íntegra:

Linha de Frente Eleições: Francisco José (Rede), Candidato ao Senado

Linha de Frente Eleições: Francisco José (Rede), Candidato ao Senado

Gepostet von Aratu Online am Dienstag, 4. September 2018

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

BOLSONARO, RUI E ALELUIA

O candidato petista ao Governo da Bahia, Rui Costa, demorou pra se pronunciar sobre o ataque a Bolsonaro e, quando o fez, causou polêmica.

 “Espero que [o atentado] mude o tom do embate político e passe a ser uma eleição alicerçada em propostas que garantam emprego e renda no Brasil. Em geral, violência gera mais violência. Eu acredito que você colhe às vezes o que você planta. É preciso plantar a paz para colher paz e bem estar na sociedade.”

A declaração foi rebatida pouco tempo depois pelo vereador e candidato a deputado estadual, Alexandre Aleluia.

“O governador Rui Costa, do PT, deixa claro toda a inconsistência moral que o partido dele representa ao se comportar como um moleque de DCE. A declaração similar ao que foi dito por Dilma Rousseff demonstra o que pensa a esquerda: o fato de Bolsonaro defender a legítima defesa e não comungar da doentia religião política que eles seguem é fato merecedor para ser esfaqueado”

 

JUÍZES, PROMOTORES E PROCURADORES REPUDIAM ATENTADO A BOLSONARO

As principais associações representativas de magistrados, procuradores, promotores públicos do Brasil manifestaram repúdio contra a violência sofrida por Jair Bolsonaro durante ato de campanha. Os juristas cobram a responsabilização do acusado e pedem serenidade.

A nota pública: “Diante da notícia de que o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro foi esfaqueado durante visita ao estado de Minas Gerais, a Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas) vem a público lamentar a violência praticada e repudiar todo tipo de agressão contra qualquer candidato. Aguarda-se responsabilização do agressor, já identificado pelas autoridades policiais, conclamando todos à serenidade”

Assinam o documento Guilherme Guimarães Feliciano, presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e coordenador da Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas), José Robalinho Cavalcanti, Presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), Fernando Marcelo Mendes, presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasileiro (Ajufe), Victor Hugo Palmeiro de Azevedo Neto, presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) , Jayme Martins de Oliveira Neto, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB),  Ângelo Fabiano Farias da Costa, presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), Elísio Teixeira Lima Neto, presidente da Associação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (AMPDFT),  Fábio Francisco Esteves, presidente da Associação dos Magistrados do Distrito Federal (Amagis-DF) e Antônio Pereira Duarte  Presidente da Associação Nacional do Ministério Público Militar (ANMPM).

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

1 19 20 21 27
© 2019 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA