NEM CHAME O MEIRELLES

Após não alcançar o segundo turno das eleições 2018, o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) tirou o time de campo. E nem adianta #ChamarOMeirelles! O emedebista já avisou que não vai apoiar nenhum dos dois candidatos ao cargo de presidente da República, Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

“Não apoio candidatos no segundo turno. Defendo e apoio uma agenda de trabalho com propostas de responsabilidade e competência. Quero que o Brasil tenha um governo que cuide dos recursos públicos como cada um cuida dos recursos de sua casa”, escreveu Meirelles em sua rede social nesta quarta-feira (10/10).

O ex-ministro teve pouco mais de 1,2% dos votos válidos.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

“NÃO CONCORDO, MAS APOIO”, DIZ ACM NETO SOBRE BOLSONARO NO SEGUNDO TURNO

O prefeito ACM Neto (DEM) anunciou seu apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno das eleições 2018, que acontecerá no próximo dia 28. O Democratas, no entanto, preferiu não manifestar apoio a nenhum dos dois postulantes.

Durante coletiva de imprensa realizada em um hotel de Salvador, o presidente da sigla disse que “está dando um voto de confiança à candidatura de Jair Bolsonaro, mesmo não concordando com tudo que, do ponto de vista ideológico e programático defende ele, na minha opinião existe uma coisa que nos une e que é mais forte: que é exatamente não deixar um governo tomado pelo PT”.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

DEDO NA FERIDA DE BOLSONARO E A MARMITA DE LULA

Os debates do segundo turno ainda não começaram e os presidenciáveis Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) já estão se enfrentando. O primeiro a “colocar o dedo na ferida” foi o petista, que durante coletiva concedida para a imprensa internacional, nesta quarta-feira (10/10), garantiu que vai até “na enfermaria em que ele [Bolsonaro] estiver para debater o país“.

O deputado, rebateu a provocação em sua conta oficial no Twitter. “Calma que sua hora vai chegar, marmita de corrupto preso!“. O comentário do militar foi em cima de uma publicação do seu filho Carlos Bolsonaro, que escreveu “Haddad, você entende mesmo é de ir em presídio!“.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

A CONSTITUINTE DE HADDAD E A DE MOURÃO

Durante o segundo turno da campanha presidencial, o Linha de Frente segue com o compromisso de enriquecer o debate político e vai aprofundar a análise dos planos de governo dos dois postulantes ao maior cargo da república. Produziremos textos que esmiúçam alguns dos temas mais delicados dos projetos de Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) e como eles se posicionam diante de questionamentos importantes.

O assunto de hoje:

NOVA CONSTITUINTE E AMEAÇAS À DEMOCRACIA

………………………………………………………………………………………………………

No debate da Globo, Ciro Gomes (PDT) questionou o petista Fernando Haddad sobre um dos pontos mais polêmicos do programa de governo do candidato de Lula à presidência: a convocação de uma nova Assembleia Nacional Constituinte. Ciro leu o trecho que trata do assunto e perguntou:

“Como o Presidente da República NÃO TEM ESSE PODER, você poderia explicar pra mim e para a nação brasileira do que é que se trata?”

Na tela dividida, a reação de Ciro à resposta de Haddad era um sinal de negativo com a cabeça. O petista disse:

“O presidente Lula imaginava uma situação em que nós poderíamos criar as condições pra que pudéssemos, no futuro, não agora, ter uma constituição mais moderna”

Ciro foi duro na réplica:

“Vai me desculpar profundamente, Haddad, mas você não acredita numa única palavra do que acabou de dizer. Não existe poder constituinte no Presidente da República. Constituições nasceram pra frear a prepotência dos poderosos”

e acrescentou:

“Essas palavras foram postas em sua boca porque, infelizmente, há uma vingança que você está encarregado de fazer”

Veja o que consta no programa da chapa do PT à presidência relacionado ao tema:

 

O golpe aprofundou a crise de representação política e agravou o desequilíbrio no sistema de pesos e contrapesos das instituições republicanas. A refundação democrática liderada pela COLIGAÇÃO O POVO FELIZ DE NOVO implicará mudanças estruturais do Estado e da sociedade para restabelecer o equilíbrio entre os Poderes da República e assegurar a retomada do desenvolvimento, a garantia de direitos e as transformações necessárias ao país.
Para assegurar as conquistas democráticas inscritas na Constituição de 1988, as reformas estruturais indicadas neste Plano e a reforma das Instituições, é necessário um novo Processo Constituinte. Para tanto, construiremos as condições de sustentação social para a convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte, livre, democrática, soberana e unicameral, eleita para este fim nos moldes da reforma política que preconizamos. Nosso governo participará logo após a posse da elaboração de um amplo roteiro de debates sobre os grandes temas nacionais e sobre o formato da Constituinte.
No Jornal Nacional de ontem, a apresentadora Renata Vasconcelos indagou o candidato sobre o mesmo tema levantado por Ciro e explicou ao público que juristas reforçavam a impossibilidade de convocação de uma Constituinte nos termos propostos pelo PT e que isso feriria a democracia. Haddad voltou atrás – mostrando que o PT se arrependeu de ter colocado a proposta no texto (o que não implica mudança de ideia com relação à intenção) – e negou o propósito que está tão claro no plano de governo.

“Nós revimos o nosso posicionamento. Nós vamos fazer as reformas devidas por emenda constitucional”

E não explicou por que a ideia constava no documento oficial entregue à justiça eleitoral e divulgado à opinião pública.

Também no JN, Bolsonaro precisou responder sobre a mesma questão, já que o candidato a vice na chapa dele, general Hamilton Mourão, disse:

“não precisa de Constituinte. Fazemos um conselho de notáveis e depois submetemos a plebiscito. Uma constituição não precisa ser feita por eleitos pelo povo”.

Jair Bolsonaro respondeu a William Bonner dizendo:

“Eu sou capitão, ele é general, mas eu SOU O PRESIDENTE e eu o desautorizei. Ele não poderia ir além daquilo que a Constituição permite. Jamais eu posso autorizar uma nova Constituinte até por falta de poderes para tal”

E acrescentou que será um escravo da Constituição Federal. No programa de governo de Bolsonaro, a palavra CONSTITUINTE não aparece em nenhuma das 81 páginas entregues ao TSE. Há oito ocorrências da palavra Constituição, mas nada que sugira qualquer possibilidade de elaboração de um novo texto votado por uma nova Assembleia.

 

 

 

 

 

KÉFERA SURTADA E A LEI DE GODWIN

A youtuber Kefera Buchmann, sucesso na internet com mais de 11 milhões de seguidores, está emocionalmente abalada com a eleição presidencial. O resultado do primeiro turno levou a moça a gravar um vídeo demonstrando toda a insatisfação e desespero com os quase cinquenta milhões de votos obtidos por Jair Bolsonaro (PSL). A influenciadora digital, que declarou voto em Ciro Gomes e faz duras críticas ao PT, compara Bolsonaro a Hitler e diz, em tom dramático, que “é questão de Sobrevivência” , “salve-se quem puder!” e pede voto para o petista Fernando Haddad.

A reação dos apoiadores de Jair Bolsonaro foi imediata. Alguns relacionaram a reação de Kefera aos recursos que a artista recebeu através de leis de incentivo para financiar a produção de seu longa metragem para o cinema (“É Fada”), outros chamaram atenção para o fato de Kefera ter rompido relações com a mãe, que é eleitora de Bolsonaro, e houve também quem sugerisse a Bolsonaro que processasse a youtouber por crime contra a honra.

 

Internautas afirmam que, por causa desta foto, publicada nas redes sociais, Kefera rompeu relações com a mãe:

Sobre a comparação com Hitler, muitos lembraram a famosa regrinha criada pelo advogado e escritor inglês, Mike Godwin, segunda a qual “À medida que uma discussão online se alonga, a probabilidade de surgir uma comparação envolvendo Adolf Hitler ou os nazistas tende a 100%.”

Kefera mostrou que segue a lei… de Godwin.

Rui Costa é recordista de votos da história da Bahia; ACM é o 10º lugar

Ao alcançar a marca de 5.096.062 neste domingo (7/10), o governador reeleito Rui Costa alcançou o posto de baiano que recebeu maior aprovação de seus conterrâneos na história, em números absolutos. Nenhum outro político nascido no estado conseguiu ter mais de 5 milhões de votos.

A maior votação absoluta de Antonio Carlos Magalhães, falecido em 2007, foi inferior a 3 milhões de votos (2.995.559), ao conquistar uma cadeira no senado, em 2002. O até então campeão de votos era Jaques Wagner, eleito governador em 2010, com 4.101.270 votos. Das 10 maiores votações da história do estado, Wagner aparece em três posições.

A apuração do Linha de Frente foi feita com base nos dados disponibilizados pelo TSE nos últimos 2o anos.

Um detalhe curioso é a redução do total de eleitores aptos na Bahia em 2018 (10.393.170) em relação a 2016 (10.570.085). Em 2014, foram  10.185.417 votantes aptos, contra 10.110.100 em 2012.

VEJA O TOP 10 DE VOTOS NA BAHIA (os dados são do TSE)

1° Rui Costa – 5.096.062 votos (governador 2018)
2º Jaques Wagner – 4.253.331 votos (senador 2018)
3º Jaques Wagner – 4.101.270 votos (governador 2010)
4º Ângelo Coronel – 3.927.598 votos (senador 2018)
5º Walter Pinheiro – 3.630.944 votos (senador 2010)
6º Lídice da Mata – 3.385.300 votos (senadora 2010)
7º Rui Costa – 3.558.975 (governador 2014)
8º Otto Alencar – 3.341.111 votos (senador 2014)
9º Jaques Wagner – 3.242.336 votos (governador 2016)
10º ACM – 2.995.559 votos (senador 2002)

 

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

“NÃO TEM FRAUDE PORCARIA NENHUMA”

Narrador e comentarista esportivo, Milton Neves usou as redes sociais para um desabafo sobre política em sua conta do twitter. Incomodado com a quantidade de imagens falsas, videos adulterados e relatos inverídicos que pipocam em redes sociais e whatsapp sobre erros nas urnas eletrônicas, o cronista bradou:

“Ô gente, vamos parar com essa porra de “fraudes” nas urnas eletrônicas! Que coisa chata, vamos votar e pronto! Não tem fraude porcaria nenhuma!!”

Conhecido por fazer prognósticos bisonhos a respeito de futebol e palpites completamente estapafúrdios sobre resultados de partidas, Neves acertou. Foi das declarações mais sábias oferecidas pelo cronista esportivo.

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

 

FAKE NEWS: VÍDEO DE HADDAD DIZENDO QUE LULA VAI SUBIR A RAMPA DO PALÁCIO EM JANEIRO NÃO É DE HOJE

Um vídeo que está circulando nas redes sociais mostra o candidato à Presidência, Fernando Haddad (PT), dizendo que Lula vai subir a rampa do Palácio do Planalto junto com ele em 1º de janeiro de 2019. O presidenciável esteve com o ex-presidente nesta segunda-feira (8/10), dia de visita na prisão em Curitiba, mas o vídeo não foi gravado nesta oportunidade.

Haddad fez o comentário em 6 de agosto, quando ainda não era candidato oficial pelo Partido dos Trabalhadores.

 Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

O SILÊNCIO DO GURU FERNANDO HENRIQUE CARDOSO

Diante da derrota de Geraldo Alckmin (PSDB) nas urnas, no último domingo (7/10), o ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso (FHC) resolveu se calar. Logo nesta segunda-feira (8/10) comunicou a decisão para seus mais de 28 mil seguidores no Twitter que esperavam um posicionamento do sociólogo e professor universitário.

Os seguidores, no entanto, lamentaram a omissão do político justo em um momento tão importante para a República:

Porque o senhor é ex-presidente da República, dono de uma biografia respeitável, o que imputa a devida responsabilidade com o Brasil neste momento“.

Lamento profundamente sua omissão presidente. No fim da vida, após ter sido importante agente da redemocratização, vc abandona o seu país e o povo brasileiro ao fascismo e ao arbítrio. É isso, obviamente, a troco da eleição de Dória pela onda fanática. A história não o perdoará.

Mureta. Um ótimo Presidente. Um ex-Presidente omisso.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

SEGUNDAMENTE, #FICATEMER

Desde que assumiu a Presidência de modo interino, em maio de 2016, o presidente Michel Temer (MDB) foi o protagonista de uma das hashtags mais usadas pelos brasileiros nas redes sociais: #ForaTemer. Mas “parece que o jogo virou, não é mesmo?”.

Após o resultado do primeiro turno das eleições no último domingo (7/10), porém, a tag mudou. Com receio da vitória de qualquer um dos candidatos que concorrem agora no segundo turno, o militar Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), os internautas pedem #FicaTemer. Para isso, usam as redes sociais através do fenômeno conhecido como “meme”.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

© 2018 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA