ANGELO CORONEL, PRESIDENTE DAS MULTIDÕES?

O expediente na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) ainda nem acabou e o atual presidente, deputado Angelo Coronel (PSD), já esta com vistas para o maior cargo do Senado, Casa que vai integrar no próximo ano como um dos senadores eleito pela Bahia.

Pré candidato à Presidência do Senado, Coronel garantiu que não há articulação conjunta com o também eleito, Jaques Wagner (PT). “Só conversei com ele para pedir voto, assim como com Otto Alencar, ambos se comprometeram a votar comigo. Vou ter uma reunião com a bancada do meu partido na próxima quarta feita, lá eu converso com 10 senadores para oficializar e estou viajando e conversando com colegas de outros estados do Brasil para que eu posso viabilizar meu nome”, contou ao Linha de Frente, nesta segunda feira (17/12).

Coronel pretende fazer mudanças no Senado, “principalmente no que diz respeito a condução da Casa”. “Pretendo implantar os ministérios paralelos, que servirão de contra ponto aos ministérios oficiais”.

O deputado, porém, garante que a criação dos “mini-ministérios” não é para fazer oposição ao presidente da República, mas para apontar criticas construtivas e opinar sobre as acoes dos ministros oficiais do governo.

CORONEL DA NOVA GUARDA QUER “SENTAR NA JANELA”

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Ângelo Coronel (PSD), quer trocar a cadeira de chefia por outra em 2019. Recém eleito senador, Coronel tem se apresentado como pré candidato à Presidência da Casa federal, no lugar de Eunício Oliveira. As informações foram divulgadas pelo site O Antagonista.

De acordo com Coronel, o Senado precisa “dar uma guinada”. “Não é criticando a velha guarda, mas é preciso viver um novo tempo. Não pode ficar carimbado que para presidir o Senado tem que ser uma das figuras tradicionais da Casa”, disse Ângelo Coronel ao site.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

UM LÁZARO QUE INCOMODA NO SENADO

As recentes peças da campanha da chapa Rui-Wagner-Coronel contra o candidato ao Irmão Lázaro (PSC) ficaram justificadas após a divulgação dos resultados da pesquisa Ibope para as duas vagas ao Senado pela Bahia.

Wagner lidera com 41%, seguido por Lázaro (22%), Coronel (15%), e Jutahy (11%). Intruso no que se prometia “cabelo e barba” pela chapa majoritária da situação, o Irmão Lázaro ainda deve enfrentar muito fogo cruzado até o dia 7 de outubro.

Como a margem de erro é de três pontos percentuais, Ângelo Coronel e Jutahy Magalhães Jr estão tecnicamente empatados.

Atrás dos quatro primeiros, aparecem Fábio Nogueira (PSOL), 5%, Jorge Viana (MDB), 4%, Marcos Maurício (DC) e Comandante Rangel (PSL), 3%. Francisco José, da Rede e Adroaldo dos Santos (PCO) ficam com 1%. Enquanto Celsinho Cotrim (PRTB) não pontuou.

De acordo com o Ibope, mais de 40% dos baianos ainda não decidiram em quem votarão para o Senado.

Siga-nos pelo twitter: @linhadefrenteba

© 2019 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA