DEBATE REDE TV 1

O primeiro bloco em sete tópicos:

– Quarenta e cinco segundos para responder à primeira pergunta (sobre corrupção) e também se apresentar ao povo? Ninguém conseguiu. Alckmin saiu-se um pouco melhor no conteúdo. Bolsonaro e Boulos, na forma.

– Políticos prometendo tolerância zero contra a corrupção e Rede TV agindo com tolerância zero contra o candidato que não respeita o tempo. Microfone cortado sem pena.

– Um formato difícil para candidatos com pouca experiência diante das câmeras.

– Nas perguntas do povo, Boulos, Daciolo e Bolsonaro deram sorte. A partir de escolha aleatória, responderam sobre temas que são muito caros a eles. Bolsonaro falou sobre educação e atacou a ideologia de gênero nas escolas. Boulos teve a chance de falar sobre a venda de patrimônios nacionais aos estrangeiros e Daciolo respondeu sobre segurança pública.

– Ciro Gomes e Geraldo Alckmin num excelente embate sobre a chamada PEC do Teto de Gastos. As ideias de ambos sobre o tema são bem conhecidas, mas Alckmin conseguiu ser mais claro e fez uma crítica contundente à gestão petista na área econômica.

– Álvaro Dias mais firme e veemente que no primeiro debate, fez crítica dura à candidatura de Lula (inelegível de acordo com a Lei da Ficha Limpa). Marina optou por não “bater” no PT de forma explícita. Ainda pensa em herdar alguns votos petistas.

– Meireles para Boulos – “A equipe que eu formei gerou milhões de empregos, mas é emprego para quem tem vontade de trabalhar e não pra quem gosta de provocar agitação e invadir terrenos de outras pessoas”.

Aratu e Folha unem forças numa inédita cobertura de eleições na Bahia

Uma parceria inédita, que une a relevância do principal jornal impresso do Brasil, com a inovação e o jeito baiano de passar informação com credibilidade. Aratu e Folha de São Paulo estão juntos na cobertura das eleições 2018.

A emissora, que pretende somar mais de 70 horas dedicadas a entrevistas, debates e sabatinas com os candidatos, transmitidas pela TV e pelas redes sociais, vai ter o reforço da equipe da Folha durante o debate com os candidatos ao governo e nas rodadas de entrevista.

A parceria seria anunciada oficialmente nesta terça (14), pela diretora da Aratu, Ana Coelho. O site Alô Alô Bahia, entretanto, publicou a informação, com exclusividade, no início da noite de segunda (13). Clique aqui para ler a nota “TV Aratu fecha parceria com a Folha de São Paulo. Aos detalhes, vem!” 

A união entre os dois veículos é um prolongamento da relação já estabelecida entre SBT, Folha e UOL, na cobertura nacional.

Jornalistas da Folha estarão nos estúdios da Aratu, em Salvador, acompanhando o debate com os candidatos ao Governo do Estado, que deve ser o último antes das eleições marcadas para 7 de outubro.

O repórter João Pedro Pitombo, correspondente da Folha, será convidado como um dos entrevistadores, junto com a equipe do Linha de Frente.

 Participe do debate sobre política pelo www.twitter.com/linhadefrenteba

1º ROUND NO TWITTER: QUEM LEVOU A MELHOR ENTRE PRESIDENCIÁVEIS?

Não é só a cadeira do Planalto que os candidatos à Presidência da República querem ocupar. Os Trends Topics do Twitter também são um indicativo importante nas eleições 2018. É a partir deles que as equipes de comunicação dos candidatos conseguem acompanhar o que os internautas estão achando da participação de cada um em debates como o da noite da última quinta-feira (9/8), na Bandeirantes.

Assim que começou o evento, os líderes do Twitter eram Bolsonaro (PSL) (#EstouComBolsonaro), Boulos (Psol) (#BoulosnaBand) e Lula (PT) (#DebatecomLula). O petista não participou do debate porque está preso em Curitiba desde 7 de abril deste ano, mas foi citado porque o PT realizou um debate paralelo ao da emissora, na internet.

Trends às 22h, no início do debate

Ao final do segundo bloco, apareceram Ciro Gomes (PDT) (#CiroNaBand), Alvaro (Podemos) (#Alvaro) e Cabo Daciolo (Patriota) (#CaboDaciolo).

Trends às 00h, no final do segundo bloco do debate

Na rede social, o ranking de mais citados ficou assim: Bolsonaro encabeçando entre os mais comentados na rede social, Cabo Daciolo em segundo lugar, Alvaro Dias em terceiro, Boulos em quarto, Marina Silva (Rede), que apareceu pela primeira vez no espaço apenas no final do debate, e Ciro Gomes.

Trends às 1h, no final do debate

Ficaram sem expressão na rede social o ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (MDB), e o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

Siga o @linhadefrenteba no Twitter.

ENQUANTO ISSO… NA INTERNET

Na Band, candidatos em liberdade e autorizados pela Justiça debatem. Enquanto isso, o PT realiza um “debate” paralelo ao vivo pelo YouTube. Gleisi Hoffman, Fernando Haddad, Manuela D’Ávila e José Sérgio Gabrielli conversam em um cenário que tem o nome de Lula ao fundo. O ex-presidente aparece em vídeos de depoimentos antigos. Internautas participam ativamente (e agressivamente) no espaço reservado aos comentários em tempo real.

RESUMO DO PRIMEIRO BLOCO

Primeiro bloco do debate da Band dá pistas sobre como será esse começo de campanha.

– Álvaro Dias lento e sem contundência.

– Geraldo Alckmin no piloto automático.

– Ciro Gomes isolado pelos concorrentes.

– Cabo Daciolo agressivo e incompreensível em alguns momentos.

– Henrique Meireles técnico e sem carisma.

– Marina Silva muito tensa e insegura.

– Guilherme Boulos partindo pra o ataque e “cuspindo pra cima”.

– Bolsonaro evitando confrontos.

 

SEM TETO E SEM TATO

A temperatura começou alta no debate da Band entre candidatos à Presidência da República. No primeiro embate entre candidatos, Guilherme Boulos partiu para o ataque. Em menos de um minuto conseguiu fazer dezenas de acusações a Jair Bolsonaro. Chamou o deputado de racista, machista e homofóbico, insinuou enriquecimento ilícito do concorrente, falou sobre uma suposta funcionária fantasma, acusou de imoralidade no uso do apartamento funcional. A tática de guerrilha é campo que ambos dominam, mas o capitão do exército, bem à frente do psolista nas pesquisas, resolveu apostar na estratégia “Jairzinho Paz e Amor”, evitando um confronto mais violento e encerrando antes do fim do tempo da tréplica  dizendo “não vim aqui pra bater boca com um cidadão desqualificado”

 

 

AUDIÊNCIA QUALIFICADA PARA O DEBATE

Poucos são os candidatos baianos (a governador, senador ou deputados) que mantiveram compromissos de campanha para a noite desta quinta (9). Quase todos eles pretendem acompanhar o primeiro debate entre os presidenciáveis, pela Bandeirantes, a partir de 22h.

Muitos estão interessados em saber, com exatidão, qual vai ser o tom adotado pelo candidato favorito em relação a temas como segurança, saúde, reformas tributária e trabalhista. Agora, o tema mais cobiçado é qual vai ser o tratamento ao atual governo de Michel Temer, e o nível de ênfase nas críticas que cada um vai adotar. Os baianos querem estar alinhados em forma e conteúdo com os presidenciáveis que vão defender ao longo da campanha.

O debate no SBT será na noite de 26 de setembro, em parceria com UOL e Folha.

Participe das transmissões pelo www.twitter.com/linhadefrenteba

 

© 2018 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA