PESQUISAS DE INTENÇÕES DE VOTO MOSTRAM POUCA VARIAÇÃO ENTRE BOLSONARO E HADDAD

A pesquisa Vox Populi, divulgada na tarde desta sexta-feira (19/10), mostra as intenções de votos mais acirradas para o segundo turno das eleições 2018, para presidente da República. Com margem de erro de 2,2% para mais ou para menos,  Bolsonaro aparece com 44% das intenções de votos e 53% dos votos válidos, que exclui brancos/nulos e indecisos. Já Haddad tem 39%, com 47% dos válidos.

A exploração foi realizada nos dias 16 e 17 de outubro, com 2.000 entrevistas, em 120 municípios, com pessoas com 16 anos ou mais, residente em áreas urbanas e rurais, de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior, de todos os estratos socioeconômico.

Já a pesquisa Datafolha, publicada na última quinta-feira (19/10), mostra Bolsonaro com 50% dos votos contra 35% de Haddad.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

PESQUISA PARANÁ FEITA NO RIO DE JANEIRO DÁ LARGA VANTAGEM A BOLSONARO

Como esperado, Jair Bolsonaro (PSL) é o preferido no estado do Rio de Janeiro, onde mora desde 1991, quando foi eleito deputado federal pela primeira vez, somando sete mandatos.

De acordo com pesquisa do Instituto Paraná, divulgada nesta quarta-feira (17/10) pela Jovem Pan News, Bolsonaro aparece com 60,1% dos votos no Rio, contra 24,8% do ex-prefeito de São Paulo, o petista Fernando Haddad.

Entre os votos válidos, Bolsonaro fica com 70,2% contra 29,8% de Haddad.

BOLSONARO: O NOVO LULA?

Um deputado da base aliada do governador Rui Costa confidenciou a amigos uma preocupação dos petistas nesse segundo turno da eleição presidencial.

De acordo com o depoimento dele, há um temor de que Jair Bolsonaro (PSL) supere o percentual de votos da melhor eleição de Lula, em 2002, quando obteve 61,27% (52.793.364 votos), contra José Serra. Em 2006, Lula conseguiu 60,83% (58.295.042 de votos).

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

NEM CHAME O MEIRELLES

Após não alcançar o segundo turno das eleições 2018, o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) tirou o time de campo. E nem adianta #ChamarOMeirelles! O emedebista já avisou que não vai apoiar nenhum dos dois candidatos ao cargo de presidente da República, Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

“Não apoio candidatos no segundo turno. Defendo e apoio uma agenda de trabalho com propostas de responsabilidade e competência. Quero que o Brasil tenha um governo que cuide dos recursos públicos como cada um cuida dos recursos de sua casa”, escreveu Meirelles em sua rede social nesta quarta-feira (10/10).

O ex-ministro teve pouco mais de 1,2% dos votos válidos.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

“NÃO CONCORDO, MAS APOIO”, DIZ ACM NETO SOBRE BOLSONARO NO SEGUNDO TURNO

O prefeito ACM Neto (DEM) anunciou seu apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno das eleições 2018, que acontecerá no próximo dia 28. O Democratas, no entanto, preferiu não manifestar apoio a nenhum dos dois postulantes.

Durante coletiva de imprensa realizada em um hotel de Salvador, o presidente da sigla disse que “está dando um voto de confiança à candidatura de Jair Bolsonaro, mesmo não concordando com tudo que, do ponto de vista ideológico e programático defende ele, na minha opinião existe uma coisa que nos une e que é mais forte: que é exatamente não deixar um governo tomado pelo PT”.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

Rui Costa é recordista de votos da história da Bahia; ACM é o 10º lugar

Ao alcançar a marca de 5.096.062 neste domingo (7/10), o governador reeleito Rui Costa alcançou o posto de baiano que recebeu maior aprovação de seus conterrâneos na história, em números absolutos. Nenhum outro político nascido no estado conseguiu ter mais de 5 milhões de votos.

A maior votação absoluta de Antonio Carlos Magalhães, falecido em 2007, foi inferior a 3 milhões de votos (2.995.559), ao conquistar uma cadeira no senado, em 2002. O até então campeão de votos era Jaques Wagner, eleito governador em 2010, com 4.101.270 votos. Das 10 maiores votações da história do estado, Wagner aparece em três posições.

A apuração do Linha de Frente foi feita com base nos dados disponibilizados pelo TSE nos últimos 2o anos.

Um detalhe curioso é a redução do total de eleitores aptos na Bahia em 2018 (10.393.170) em relação a 2016 (10.570.085). Em 2014, foram  10.185.417 votantes aptos, contra 10.110.100 em 2012.

VEJA O TOP 10 DE VOTOS NA BAHIA (os dados são do TSE)

1° Rui Costa – 5.096.062 votos (governador 2018)
2º Jaques Wagner – 4.253.331 votos (senador 2018)
3º Jaques Wagner – 4.101.270 votos (governador 2010)
4º Ângelo Coronel – 3.927.598 votos (senador 2018)
5º Walter Pinheiro – 3.630.944 votos (senador 2010)
6º Lídice da Mata – 3.385.300 votos (senadora 2010)
7º Rui Costa – 3.558.975 (governador 2014)
8º Otto Alencar – 3.341.111 votos (senador 2014)
9º Jaques Wagner – 3.242.336 votos (governador 2016)
10º ACM – 2.995.559 votos (senador 2002)

 

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

O SILÊNCIO DO GURU FERNANDO HENRIQUE CARDOSO

Diante da derrota de Geraldo Alckmin (PSDB) nas urnas, no último domingo (7/10), o ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso (FHC) resolveu se calar. Logo nesta segunda-feira (8/10) comunicou a decisão para seus mais de 28 mil seguidores no Twitter que esperavam um posicionamento do sociólogo e professor universitário.

Os seguidores, no entanto, lamentaram a omissão do político justo em um momento tão importante para a República:

Porque o senhor é ex-presidente da República, dono de uma biografia respeitável, o que imputa a devida responsabilidade com o Brasil neste momento“.

Lamento profundamente sua omissão presidente. No fim da vida, após ter sido importante agente da redemocratização, vc abandona o seu país e o povo brasileiro ao fascismo e ao arbítrio. É isso, obviamente, a troco da eleição de Dória pela onda fanática. A história não o perdoará.

Mureta. Um ótimo Presidente. Um ex-Presidente omisso.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

LULA COMPLETA SEIS MESES NA PRISÃO E ASSISTE DIA DE VOTAÇÃO PELA TV

Sozinho numa sala de 15m², o ex-presidente Lula acompanhou o dia de votação para presidente pela TV da prisão onde está desde o dia 7 de abril deste ano. Neste domingo (7/10), portanto, o petista completa seis meses trancado na cela localizada na sede da Polícia Federal, em Curitiba, após ser condenado a 12 anos e um mês de prisão pela Operação Lava Jato, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Agora, passado horário de votação, Lula torce, pelo menos, pela ida de Fernando Haddad (PT) para o segundo turno, concorrendo contra o deputado Jair Bolsonaro (PSL). O petista pediu à Justiça Eleitoral o direito de votar na prisão, mas não houve autorização, por falta de condições necessárias.

Siga o Linha de Frente no Twitter: @linhadefrenteba

RELEVÂNCIA DOS PRESIDENCIÁVEIS NAS REDES SOCIAIS

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) é quem lidera em número de seguidores nas três principais redes (Facebook, Twitter e Instagram). Somando todas, no total são 10,4 milhões de seguidores. Após o atentado que sofreu em Juiz de Fora (MG), no dia 06 de setembro, Bolsonaro conquistou 202.296 mil novos seguidores no Facebook, entre os dias 06 e 15 de setembro – essa, aliás, é a rede com maior expressão do candidato.

Nos últimos três meses ele registra 16% de aumento de base. Entre os dias 27 de agosto a 05 de setembro, ele conquistou 215.899 mil fãs, com um pico entre os dias 28 e 29 de agosto (111.358), após sua entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo.

No mesmo período de 06 a 15 de setembro, João Amoêdo (Novo) foi o segundo a crescer em número de seguidores, com 152.038 novos fãs nas redes em que se faz presente. Nos últimos 90 dias, Amoêdo aumentou em 124% sua base, que registra 2,5 milhões de seguidores e/ou fãs.

No quesito comentários, Jair Bolsonaro é o que mais gera comentários, média de 7 mil por post nos últimos 90 dias, seguido por Cabo Daciolo, candidato do Patriota, com 1.712 mil comentários.

O Twitter é uma das redes sociais que mais permite publicações de texto e que gera conversa. O campeão de publicação, nos últimos 90 dias, é Henrique Meirelles (MDB). Seu perfil registrou 2,5 mil tuítes nos últimos 90 dias. O segundo que mais produz conteúdo nesta rede é Álvaro Dias (Podemos), com 1,5 mil publicações. Entretanto, ambos são os que menos geram retuítes, um importante fator sobre exercer influência nos seguidores. A média é de apenas 20 retuítes para cada.

Quem mais gera retuítes é Jair Bolsonaro, com 2,5 mil compartilhamentos de suas publicações. No Instagram, plataforma focada em fotografias e hashtags, o que mais fez postagens nos últimos 90 dias foi Guilherme Boulos (PSOL), com 1 mil posts, seguido de Álvaro Dias, com 691.

No Instagram, após o atentado contra Jair Bolsonaro, que conquistou mais de 437 mil seguidores, o segundo que mais cresceu depois desse fato foi Ciro Gomes (PDT). No período de 06 a 15 de setembro, o candidato obteve 80.840 mil novos perfis. Hoje Gomes tem 340 mil seguidores.

Entre os dias 17 e 19 de setembro, a empresa Airfluencers analisou 500 mil posts no Twitter. Desses, citaram 181.563 mil vezes “Bolsonaro”, 106.999 mil mencionaram “Haddad” e 45.889 marcaram “Ciro”. Alckmin é mencionado 30.091 mil vezes. A hashtag #elenao foi citada 28.855 vezes.

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

GERALDO ALCKMIN, CARLOS BOLSONARO E O RECREIO

A corrida eleitoral já deixou, há algum tempo, de ser medida por caminhadas, abraços de potenciais eleitores e distribuição de santinhos pelas cidades do Brasil. As redes sociais proporcionaram uma nova forma de fazer política, porém um pouco mais nostálgica, relembrando as provocações do Jardim de Infância.

Exemplo disso é o que aconteceu na noite desta quarta-feira (19/9), quando o filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Carlos Bolsonaro, decidiu responder a uma postagem do concorrente de seu pai, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

Até a publicação da nota, Alckmin não havia rebatido a provocação de Carlos, mas os internautas simpatizantes de ambos os lados também entraram na conversa.

Siga-nos no twitter: @linhadefrenteba

© 2018 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA