ACM NETO EXPULSA POLICIAL MILITAR ACUSADO DE PARTICIPAR DA MORTE DE MARIELLE

Élcio Vieira de Queiroz, ex-policial militar acusado de ter participado da morte da ex-vereadora Marielle Franco (PSOL) e filiado ao Democratas, vai ser expulso da sigla. A informação foi confirmada pelo prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto.

“Não aceitaremos nenhum quadro desse tipo no partido. Não há outro caminho a não ser expulsão imediata”, garantiu Neto a VEJA.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

“LULA LIVRE”, “NUNCA TE PEDI NADA”

O irmão mais próximo do ex-presidente Lula, Genival Inácio da Silva, mais conhecido como Vavá, de 79, morreu no final da manhã desta terça-feira (29/1), vítima de um câncer no pulmão.

O cacique do PT agora tenta ser liberado para comparecer ao velório. Os advogados do ex-presidente devem se basear no artigo 120 da Lei de Execução Penal (LEP), que diz “os condenados que cumprem pena em regime fechado ou semi-aberto e os presos provisórios poderão obter permissão para sair do estabelecimento, mediante escolta, quando ocorrer um dos seguintes fatos: falecimento ou doença grave do cônjuge, companheira, ascendente, descendente ou irmão”.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

O MISTÉRIO NA PENSÃO DE JUIZ DE FORA

Na pensão de Juiz de Fora, um hóspede tentou matar o líder nas pesquisas presidenciais, a dona morreu poucos dias depois e, hoje, uma outra morte chama atenção dos moradores da cidade e intriga o país. 

A pequena pensão na Rua Osvaldo Cruz, no bairro de Santa Helena, em Juiz de Fora, ganhou fama internacional por um motivo desagradável. Foi lá que Adélio Bispo, o homem que tentou matar Jair Bolsonaro, ficou hospedado antes do ataque a faca ao presidenciável. A pensão voltou aos noticiários e, mais uma vez, não foi por nada relacionado a conforto, preços baixos ou qualquer outra característica que orgulharia um empresário do ramo hoteleiro. As manchetes mais recentes têm relação com duas mortes, alguns mistérios e muitas teorias conspiratórias.

Em 17 de setembro deste ano, a dona da pensão, Aparecida Maria da Costa, morreu. Segundo parentes e funcionários, ela sofria de um câncer terminal. Hoje, um homem foi encontrado morto na mesma pensão. Rogério Inácio Villas tinha 47 anos e, de acordo com a polícia, o corpo foi encontrado sem indícios de violência e com os músculos enrijecidos. Moradores relataram que, na segunda-feira, ele havia se queixado de problemas para respirar e que estava com muito catarro.

O candidato Jair Bolsonaro fez um comentário (e uma insinuação) no Twitter logo após a publicação da notícia da morte de Rogério Inácio Villas.

 

© 2019 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA