​Clínica especializada em medicina do trabalho é interditada pela Sucom

Fonte: Da redação

Uma operação integrada, realizada na manhã desta segunda-feira (23), pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom), Vigilância Sanitária e Delegacia do Consumidor (Decon) resultou na interdição de uma clínica especializada em medicina do trabalho.
O estabelecimento, que ocupa três salas no primeiro andar do Edifício Fundação Politécnica, na avenida Sete de Setembro, foi fechado por tempo indeterminado, e os proprietários, multados por funcionar sem o alvará de localização e funcionamento.

De acordo com o artigo 8º do Código de Polícia Administrativo, para funcionar, os estabelecimentos comerciais, industriais, de crédito, seguro, capitalização, religioso, de prestação de serviço de qualquer natureza, profissional ou não, e as empresas, em geral, dependem de alvará de funcionamento ou autorização.

Outras ações –  Neste último fim de semana, a Sucom atuou também na fiscalização das desmontagens dos camarotes e praticáveis localizados nos circuitos oficiais do Carnaval de Salvador.

O prazo estipulado pela secretaria para a desmontagem das estruturas termina no próximo dia 27 de fevereiro. A medida visa garantir a segurança da população e a recuperação de áreas públicas nos circuitos. Quem descumprir a determinação pagará multa, contabilizada por dia de atraso.

Desmontadas as estruturas, as empresas terão mais dez dias para recuperação das áreas públicas danificadas durante os festejos. No total, 32 camarotes e 43 praticáveis foram erguidos para a folia deste ano. O circuito Dodô foi o que contou com o maior número de camarotes: 29; já o Campo Grande contou com três estruturas para a festa.