30 anos de Axé: Claudia Leitte se firma como um dos ícones do ritmo

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Reprodução Canal Folia

No ano em que se comemora os 30 anos do Axé Music, o Aratu Online homenageia os grandes nomes que marcaram a história do ritmo na Bahia e no Brasil. Faltando apenas quatro dias para o Carnaval, o portal realiza uma contagem regressiva, onde a cada dia um artista será o protagonista desta história de muito sucesso.

Claudia Cristina Leitte Inácio Pedreira, 34 anos, é uma carioca com alma baiana. Nascida no município de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, ela mudou-se com três dias de vida para a Bahia, onde construiu a sua história. A vocação para o mundo artístico apareceu desde cedo. Aos 10 anos, ela formou uma banda infantil, em parceria com os seus amigos. Autodidata, aprendeu na adolescência a tocar violão estudando em revistas de partituras.

Apaixonada pelo universo musical, mas sem garantias de que os seus projetos dariam certo, Claudia chegou a cursar as faculdades de Direito e Comunicação Social. Contudo, o seu amor pelo palco falou mais alto. Neste período, ela criou a banda Violeta, que investia no forró. Apesar da rápida experiência, esse período foi importante para que ela entendesse o caráter profissional do negócio e crescesse como artista. Pouco mais de um ano depois, em 2000, ela fechou contrato com os empresários Cal Adam e Manoel Castro e assumiu os vocais da Nata do Samba. No mesmo período, Claudia fez uma participação temporária Cia do Pagode.

Todas essas etapas funcionaram como uma espécie de aprendizado para que “Claudinha”, como é carinhosamente chamada pelos fãs, desse um passo definitivo na sua carreira e assumisse o Babado Novo em 2001. No ano seguinte, o grupo começou a ganhas os holofotes com “Amor Perfeito”, versão do sucesso de Roberto Carlos. “Cai Fora”, segundo hit do grupo, alcançou o sucesso em todas as rádios do país. Em 2002, o Babado Novo lançou o seu primeiro disco, gravado ao vivo, em Salvador. O segundo trabalho, intitulado “Sem Vergonha”, veio em 2003, quando Cláudia e o grupo já haviam sido consagrados como troféu Dodô e Osmar de cantora e grupo revelação do Carnaval daquele ano.

Sem parar de fazer shows pelo Brasil e emplacando um sucesso após o outro, o Babado Novo lançou em 2004 o disco Uau! Ao Vivo em Salvador. Em 2005, surge o primeiro álbum de estúdio, “Diário de Claudinha”. Em 2007 foi a vez de “Ver-te Mar”, último disco com cantora à frente grupo, já que no final deste ano ela anunciou que deixaria o Babado Novo após o Carnaval de 2008, para investir em sua carreira solo.

Carreira Solo

Vivendo uma nova etapa, Claudia Leitte resolveu começar de forma impactante e para não deixar dúvidas da dimensão deste novo momento, lançou em 2008 um DVD gravado em Copacabana, com público estimado de um milhão de pessoas e participações de Daniela Mercury, Carlinhos Brown e Gabriel O Pensador.

Em 2010, surge “As Máscaras”, primeiro álbum de estúdio de sua nova fase profissional, pelo qual foi indicada ao prêmio Pop Contemporâneo no Grammy Latino. Desse trabalho, que teve como destaques “Famosa” e “Don Juan”.

Em 2012, Claudia Leitte lança o DVD “Negalora-Íntimo” que atingiu a marca de 50 mil cópias vendidas em um único mês. No mesmo ano, a música “Largadinho” estourou como um dos maiores sucessos do país, sendo executada de Norte a Sul.

No ano seguinte, Claudinha levou seu talento e energia para a Arena Pernambuco, onde gravou o DVD “AxeMusic”, trabalho que contou com as participações de Luiz Caldas, , além de Wanessa, Thiaguinho, , Naldo Benny e Wesley Safadão, e dos grupos Zumba Fitness e Maracatu.

Casada desde 2007 com o empresário Márcio Pedreira, mãe de Davi e Rafael e consolidada como uma das maiores cantoras do país e uma das principais atrações do Carnaval, Claudia Leitte conseguiu, em aproximadamente 15 anos de carreira profissional, deixar a sua marca na história do axé. No ano que o ritmo completa três décadas, Claudinha se apresenta como um dos ícones da música baiana e uma das artistas de maior representatividade no cenário local.