GOLPES DE CASSETETE: Durante ‘Fora Temer’ na Uneb, estudantes acusam PM de truculência

Fonte:

*Andrea Chaves

Cerca de 60 manifestantes denunciaram a ação de Policiais Militares, que, segundo eles, teriam usado de truculência durante um protesto contra a posse do presidente Michel Temer (PMDB).

O caso aconteceu na noite desta quinta-feira (1/9), na frente do Campus da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), no bairro do Cabula, em Salvador.

Segundo informações de uma estudante de comunicação que não quis se identificar, policias chegaram até o local e começaram a agredir os estudantes. “Eles lançaram spray de pimenta e levaram um colega nosso para o porta-malas de uma viatura policial. Ele só foi liberado depois de uma negociação entre eles, nós e a reitoria” disse.

De acordo com uma postagem feita no perfil do Facebook, uma testemunha relatou que os policias teriam coagidos os estudantes. “Muitos estudantes estão presos na reitoria, machucados e com medo de sair. A PM ainda está no campus”, escreveram os estudantes em postagens.

Em nota, a Uneb disse repudia a ação violenta dos agentes da PM contra os estudantes da instituição, durante manifestaçãoe exigiu do Governo do Estado a apuração. “Queremos as devidas providências no sentido de punir os responsáveis pelos atos de violência e garantir a segurança a toda a comunidade, bem como o seu pleno direito de manifestação, expressão maior da sociedade democrática”.

O Aratu Online entrou em contato com a Polícia Militar, mas não conseguiu retorno até a publicação desta reportagem.