Acidente de avião em Taiwan deixa 23 mortos e 20 desaparecidos

Fonte: Msn

Crédito da Foto: Xinhua News Agency

O acidente com um avião da companhia aérea TransAsia ocorrido nesta quarta-feira em Taipé, capital de Taiwan, deixou por enquanto 23 mortos, 15 feridos e 20 desaparecidos, e equipes de salvamento estão no local tentando resgatar os sobreviventes, segundo o governo local.

O avião, com 58 pessoas a bordo -entre eles cinco tripulantes e dois menores de idade- caiu no rio Jilong após realizar um giro brusco e atingir um viaduto por causas desconhecidas, poucos minutos após decolar rumo à ilha de Kinmen, a poucos quilômetros do litoral chinês.

O acidente ocorreu por volta das 11h locais (1h de Brasília) e a operação de salvamento continua. Participam do resgate mais de 1000 homens e mulheres, entre civis e militares, que utilizam várias lanchas, balsas e helicópteros.

Na fuselagem do avião, que está flutuando pela colocação de várias balsas, estão presos cerca de 20 passageiros. O trabalho de resgate é árduo pois só é possível entrar na aeronave por uma única porta.

A parte dianteira do avião afundou no rio e a fuselagem está seriamente deformada devido ao impacto, o que dificulta a operação de resgate, explicou o chefe interino do Corpo de Bombeiros de Taipé, Wu Chun-hung.

Cerca de 400 militares participam das operações de resgate, incluídos mergulhadores. O exército desdobrou duas pontes flutuantes anfíbias para ajudar nos trabalhos.

As autoridades não descartam que alguns dos desaparecidos tenham sido arrastados pela corrente, pois foram encontrados restos de bagagens a até um quilômetro de distância do local da queda.

‘Alguns passageiros foram lançados do avião com seus assentos, e estamos buscando no rio porque alguns foram arrastados pela corrente e esperamos achar sobreviventes’, disse Wu.

As duas caixas-pretas do voo GE235 foram recuperadas quando a maré baixou e enviadas para análise, informou a Administração de Aviação Civil da ilha.

Executivos da companhia taiuanesa TransAsia organizaram hoje uma audiência para fornecer dados dos passageiros e se desculpar publicamente, inclinando-se diante do público. A empresa, no entanto, não deu declarações para a imprensa.

Na queda do avião, gravada e fotografada por carros que circulavam pelo viaduto, o aparelho raspou com a asa esquerda em um táxi antes de atingir a ponte e cair na água.

O motorista e uma passageira do táxi ficaram feridos e foram levados para um hospital próximo, mas estão fora de perigo. ‘Desmaiei quando nos atingiu’, afirmou o taxista ao jornal local ‘Apple Daily’.

Segundo testemunhas, o piloto tentou recuperar altitude antes do avião se chocar com o viaduto e terminar no rio, a apenas cinco quilômetros da pista de decolagem.

O avião mandou três chamadas de emergência para a torre de controle indicando situação de extremo perigo pouco após decolar do aeroporto Songshan, em Taipé, segundo a Administração de Aviação Civil da ilha.

De acordo com um mapa divulgado pelas autoridades, o voo deveria ter virado para o sul imediatamente depois da decolagem, mas por motivos desconhecidos continuou em linha reta rumo ao rio Jilong.

O avião, um bimotor turboélice ATR-72 de fabricação franco-italiana, tinha menos um ano e sua última revisão foi no dia 26 de janeiro, segundo a Aviação Civil Aeronáutica.

Trata-se do segundo acidente envolvendo essa companhia aérea taiwanesa em menos de um ano, depois que 48 pessoas morreram em julho do ano passado na queda de um avião do mesmo modelo.

Na ocasião, a aeronave se acidentou quando precisou realizar um pouso de emergência nas ilhas Penghu por causa das más condições atmosféricas devido à passagem do tufão Matmo.