Acusado de matar criança durante eleições é preso junto com outras quatro pessoas

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: divulgação/Polícia Civil

Alexmar dos Santos Moura, 20 anos, foi preso nesta sexta-feira (6) durante operação conjunta de policiais da 12ª Delegacia Territorial (DT/Itapuã), da 49ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) e Rondesp Atlântico. Ele é acusado pela morte de Ananda Luíza Costa Argôlo, de 4 anos, em outubro de 2014, em Mussurunga I, e pelo Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), pela tentativa de homicídio contra Deyvison Henrique Moreira Lima, 20, no Carnaval deste ano, na Piedade,

Segundo a polícia, ele mora no Conjunto Bosque das Bromélias, na Estrada CIA/Aeroporto, ele foi uma das cinco pessoas presas na operação, que também apreendeu três adolescentes, entre 14 e 17 anos, todos encaminhados à Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI). Jéssica Trindade Ferreira de Souza, 21, Eurides de Jesus Mota, 20, Igor de Olivera Rodrigues, 21, e Lucas dos Santos Rocha, 19, foram presos em diferentes pontos do conjunto. Os nove integram a mesma quadrilha, envolvida em assaltos, homicídios e tráfico de drogas.

Deflagrada nas primeiras horas da madrugada desta sexta-feira, a operação contou com 41 policiais, entre civis e militares, que apreenderam ainda dois revólveres, ambos de calibre 38, munições, 198 pedras de crack, 170 “trouxinhas” de maconha, 16 “pinos” de cocaína e dois coletes antibalísticos da Polícia Civil, ambos furtados da Delegacia de Amargosa, no ano passado, e comprados, pela quadrilha, de um traficante conhecido pelo apelido de “Neguinho”, que já está morto.

O delegado Antônio Carlos Magalhães Santos, titular da 12ª DT/Itapuã, disse à imprensa que Alexmar tinha mandado de prisão temporária em aberto pelo assassinato de Ananda, morta no dia das eleições para o primeiro turno, quando estava na companhia da mãe, que se dirigia à Escola Técnica Estadual Newton Sucupira, em Mussurunga I, para votar.

Também envolvido na morte de Ananda, o traficante Marcos Pereira Ferreira, o “Caverna”, 25, foi preso no dia 10 de outubro do ano passado, também no Parque Bosque das Bromélias, por uma equipe da Operação Gemeos. Os criminosos foram autuados por tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte de arma e corrupção de menores. Marcos tinha mandado de prisão solicitado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A morte de Ananda estava sendo investigada pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico) e tentativa de homicídio contra Devyson, pela 1ª Delegacia Territorial (DT), dos Barris.