Adolescente morto na Saramandaia foi vítima de execução, diz polícia

Fonte: Da redação

O adolescente J.S.F., 14 anos, morto durante uma troca de tiros entre grupos de criminosos rivais no bairro da Saramandaia, na madrugada desta terça-feira (23), foi vítima de uma execução. A polícia não sabe, entretanto, o que teria motivado a sua morte. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, ainda não é possível determinar se ele fazia parte da quadrilha de aproximadamente 20 homens que invadiu o bairro, ou do grupo que respondeu a esta ação.

Após ter sido informada da situação no bairro, uma equipe das Rondas Especiais (Rondesp), se deslocou ate à Saramandaia. Os oficiais cruzaram com o grupo que havia tentando invadir o bairro na Avenida Antônio Carlos Magalhães, na altura da Rua da Polêmica, onde houve nova troca de tiros. Nesta ação, um dos criminosos, identificado como Raul Gonçalves da Silva, 25 anos, o “Raul Bichão”, foi morto, e um adolescente baleado. Ele será encaminhado para a Delegacia do Adolescente Infrator (DAÍ), assim que receber alta do Hospital Geral do Estado (HGE), onde está internado.

Gilmárcio Souza dos Santos, 23 anos, foi preso pelos oficiais. Segundo a assessoria da Polícia Civil, ele havia sido detido em setembro de 2014 e deixou o presídio em maio deste ano, durante o indulto de Corpus Christi, mas não retornou. Há contra ele mandados de prisão em aberto, mas os crimes que os teriam motivado ainda não foram esclarecidos.

Com o grupo, a polícia encontrou uma pistola registrada em nome da Polícia Civil, uma submetralhadora 9 milímetros, um revólver calibre 38, oito pinos de cocaína, munições e coletes. O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Homicídios, que deverá ficar responsável pelas investigações.

Pânico no Candeal

Durante a troca de tiros com a polícia na avenida ACM, parte dos criminosos tentou escapar. Na fuga, alguns deles invadiram dois prédios no bairro do Candeal, o Mirante do Candeal e o Mar de Creta, levando pânico aos moradores.

De acordo com a polícia, os criminosos utilizaram cinco carros durante toda a ação, que teve início na Saramandaia. Apesar do susto, nenhum dos residentes dos prédios ficou ferido.