Advogada é algemada e presa após contestar processo em Duque de Caxias; assista

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Reprodução

Durante a contestação de um processo, uma advogada foi algemada e presa no Juizado Especial de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na última segunda-feira (10/9), enquanto tentava entrar na sala de audiência e foi barrada por uma juíza.

Em um vídeo que está circulando nas redes sociais, a mulher aparece no chão chamando pelo delegado da Ordem de Advogados do Brasil (OAB) e sendo questionada pela juíza leiga, que solicita à defensora que aguarde ao lado de fora da sala de audiência. A advogada nega o pedido e insiste em permanecer sentada até que algum representante da OAB/RJ esteja presente, e a juíza então informa que notificará a polícia para a sua retirada.

LEIA MAIS: Anitta era humilhada por Thiago Magalhães durante o casamento, diz colunista

“Não vou sair. Estou no meu direito. Estou trabalhando, não estou roubando. Eles estão preocupados com audiência e querem atropelar a lei… Que isso? Que país é esse? E depois vocês querem reclamar de políticos que roubam se vocês que são advogados não estão respeitando a lei”, diz a bacharel.

A Comissão de Prerrogativas da ordem divulgou uma nota em defesa da advogada. “A Comissão de Prerrogativas da OAB/RJ, em conjunto com a OAB/Duque de Caxias e a Comissão OAB Mulher, atuou em mais um caso revoltante nesta segunda-feira, dia 10. Uma advogada da subseção de Duque de Caxias foi algemada em pleno exercício profissional! Nada justifica o tratamento dado à colega, que denota somente a crescente criminalização de nossa classe. Iremos atrás de todos os que perpetraram esse flagrante abuso de autoridade. Juntos somos fortes”, afirmou o presidente da comissão, Luciano Bandeira.

Veja vídeo: 

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no  facebook.com/aratuonline