Advogada é apontada como líder de bando investigado por tráfico de drogas na Bahia, diz Polícia Federal

Fonte: Da redação

A Polícia Federal na Bahia apresentou na tarde desta quinta-feira (26) o balanço da “Operação Patente”, que tem o objetivo de coibir o tráfico de drogas nas cidades de Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Jequié e Salvador, além de São Paulo. Segundo o órgão, a líder do bando investigado era uma advogada e uma outra pessoa, suposta estagiária de direito, também detida.

Dezoito mandados de prisão preventiva e 20 mandados de busca e apreensão, expedidos pelas Varas Crime de Uruçuca e Itacaré, foram compridos. O principal traficante da quadrilha já havia sido detido em 2006, na “operação Araquém”, da Delegacia de Repressão ao Tráfico de Entorpecentes da PF.

Entre os presos nesta quarta-feira está um empresário de Itabuna que, segundo a PF, é de classe alta. Com os suspeitos foram apreendidos veículos de luxo e uma pequena quantidade de drogas com um deles. Durante toda a fase de investigação, um total de 20 mil quilos de crack e cocaína foram encontrados pelos agentes.

A operação contou com o apoio de agentes militares da Companhia Independente de Policiamento Especializado/Cacaueira (CIPE/Cacaueira). Os presos na operação serão indiciados com base na Lei Antidrogas, que prevê pena de até 15 anos de reclusão, e seguirão a disposição da Justiça, aguardando julgamento.