Amiga de policial morto em 2018 é executada com vários tiros na Federação

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: reprodução/Google Maps

Hilda Rodrigues de Oliveira, de 52 anos, foi morta a tiros, na noite do último sábado (9/2), dentro de um depósito de bebidas localizado na rua Apolinário de Santana, no bairro do Engenho Velho da Federação, em Salvador. De acordo com a polícia, ela era dona do estabelecimento. O comandante da 41ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Federação), major Adilson Santana, disse ainda que a suspeita é de que os criminosos tenham ligação com o tráfico de drogas da região.

LEIA MAIS: Saulo mima Claudia Leitte antes de apresentação em bloco carnavalesco

Ainda não se sabe a autoria do crime, a suspeita é de que os bandidos teriam chegado ao local atirando contra Hilda, mas nenhuma testemunha foi ouvida. Um inquérito será instaurado pela Polícia Civil para a apuração dos fatos.

O CASO LULA

Segundo informações de familiares, a vítima era amiga do policial civil Luiz Claudio Batista, mais conhecido como Lula, morto no mesmo bairro, no dia 28 de janeiro de 2018.  O agente estava entrando em um veículo, na localidade conhecida como Beco da Rabada, quando foi surpreendido pelos atiradores. Luis chegou a ser socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu.

LEIA MAIS: URGENTE: Policial civil é morto a tiros no Engenho Velho da Federação, em Salvador

LEIA MAIS: LUTO: Enterro de policial civil morto no Engenho Velho acontece nesta segunda

LEIA MAIS: Veja registros exclusivos feitos no local onde policial foi executado em Salvador

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.