Anderson Silva recebe mais de R$ 2 milhões por vitória no UFC 183

Fonte: Terra

Crédito da Foto: Divulgação

O UFC 183, realizado no último sábado (31), em Las Vegas, nos Estados Unidos, rendeu motivos para Anderson Silva comemorar. Além de superar o trauma da fratura na perna e retornar com vitória ao octógono, diante de Nick Diaz, o brasileiro recebeu uma verdadeira bolada segundo a lista de salários divulgada pela Comissão Atlética de Nevada.

“Spider” levou bolsa fixa de US$ 600 mil, além de US$ 200 mil como bônus pela vitória, totalizando US$ 800 mil (ou R$ 2,175 milhões, segundo a atual cotação). Diaz, derrotado na decisão dos juízes, também levou um salário impressionante para os padrões do UFC, embolsando US$ 500 mil (R$ 1,359 milhão).

O duelo entre Silva e Diaz foi a atração principal do evento. O brasileiro, que não lutava desde dezembro de 2013, quando quebrou sua perna contra Chris Weidman, superou Diaz em uma luta morna, repleta de provocações e estudo. Esta foi a primeira vitória de Anderson no octógono desde outubro de 2012.

Confira a lista de salários do UFC 183:
Anderson Silva: US$ 800 mil
Nick Diaz: US$ 500 mil

Tyron Woodley: US$ 139 mil
Kelvin Gastelum*: US$ 21 mil

Al Iaquinta: US$ 36 mil
Joe Lauzon: US$ 36 mil

Thales Leites: US$ 48 mil
Tim Boetsch: US$ 52 mil

Thiago Pitbull: US$ 84 mil
Jordan Mein: US$ 22 mil

Miesha Tate: US$ 76 mil
Sara McMann: US$ 25 mil

Derek Brunson: US$ 50 mil
Ed Herman: US$ 47 mil

John Lineker*: US$ 35,7 mil
Ian McCall: US$ 22,3 mil

Rafael Sapo: US$ 58 mil
Tom Watson: US$ 16 mil

Diego Brandão**: US$ 24 mil
Jimy Hettes**: US$ 16 mil

Ildemar Marajó: US$ 32 mil
Rick Monstro: US$ 8 mil

Thiago Marreta: US$ 26 mil
Andy Enz: US$ 8 mil

* Gastelum e Lineker deram parte de seus salários aos adversários por não terem atingido o limite de peso de suas categorias na pesagem oficial do evento

** A luta entre Hettes e Brandão foi cancelada por um mal-estar do norte-americano, mas os atletas receberam normalmente seus salários.