Anderson Silva volta a falhar em exame antidoping pós UFC 183

Fonte: Msn

Crédito da Foto: Reprodução site do UFC

A Comissão Atlética divulgou, nessa terça-feira (17), os resultados do exame antidoping realizado por Anderson Silva após a vitória sobre Nick Diaz, no dia 31 de janeiro.

E ‘Spider’ voltou a testar positivo para drostanolona no exame de urina, mesma substância que o brasileiro foi flagrado no exame surpresa do dia 9 de janeiro. O exame feito no dia 19 de janeiro voltou limpo.

Já o exame sanguíneo deu negativo para drostanolona, mas apontou o uso de Oxazepam, Temazepam, substâncias que não é proibida na lista da Agência Mundial Antidoping (WADA), por serem utilizadas como ansiolítico.

O resultado completo será divulgado no site da entidade nessa quarta-feira (18).

No exame surpresa do dia 9 de janeiro, o paulista foi pego por androsterona, além da drostanolona. As duas substâncias são proibidas mesmo em período fora de competição por serem utilizadas com objetivo de aumento de performance. O lutador tem direito a pedir a contraprova, mas até agora não entrou com o pedido.

É bem provável que a vitória de Anderson sobre Nick Diaz, que se transforme em “No Contest” (luta sem resultado), mas isso só deve ser oficializado após o fim do processo, que deve acontecer em março.