Após quatro dias, ônibus voltam a circular na Ribeira

Fonte: Da Redação

Uma reunião foi realizada na manhã desta segunda-feira (06), entre o sindicato dos Rodoviários da Bahia e o comando da Polícia Militar para traçar estratégias de segurança para os rodoviários que circulam pelo bairro da Ribeira, após um coletivo da empresa Praia Grande ser incendiado e um cobrador ter 75% do corpo queimado durante o ataque.

Em contato com o vice-presidente dos rodoviários, Fábio Primo, o Aratu Online foi informado que as partes chegaram a um consenso para regularizar a circulação dos coletivos no bairro da Ribeira. “Entramos em acordo com o Comando da PM e rondas serão realizadas intensificadamente por equipes  da 17ª CIPM e da Rondesp para reforçar a segurança dos rodoviários que trafegam pelo bairro. Os ônibus voltam a funcionar ainda hoje”, disse Fábio.

Anteriormente a população precisava caminhar cerca de 2 quilômetros para chegar ou sair do bairro, pois os veículos  trafegavam até a Baixa do Bonfim, via Dendezeiros, onde realizam o retorno.

Na manhã da última sexta-feira (03), cerca de oito pessoas protagonizaram cenas de pânico, após incendiarem e apedrejarem um ônibus da empresa Praia Grande, no bairro da Ribeira, em Salvador. A ação ocorreu por volta das 12h30, no Largo do Papagaio.

De acordo com informações do motorista do coletivo, que conversou com a reportagem do  programa “Na Mira”, o grupo parou o veículo, adentrou e começou a jogar gasolina. Ao tentar fugir do local, o cobrador pediu para descer do coletivo, mas um dos suspeitos disse que “era tarde demais” jogando a substância inflamável e em seguida ateando fogo à vítima.

O cobrador Everaldo de Oliveira Silva, de 62 anos,  que ficou ferido no ato, foi conduzido para o Hospital Ernesto Simões Filho, lúcido, sendo transferido em seguida para o HGE, onde passou por uma cirurgia de reconstrução dos tecidos da pele. Na noite de sábado (4), ele foi encaminhado para o Hospital Teresa de Lisieux, onde segue internado. O ato criminoso foi motivado pela morte de um jovem na região. Ninguém foi preso até o momento.