APÓS DENÚNCIA: Homem apontado por participação em latrocínio de PM é morto durante troca de tiros em Camaçari

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: revólver utilizado por David no suposto confronto. Reprodução/WhatsApp

Um homem apontado de participação no latrocínio (roubo seguido de morte) do policial militar Elias de Santana Souza, 47 anos, morreu durante troca de tiros na cidade de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador. Segundo a PM, o confronto envolveu agentes das Companhias Independentes de Policiamento Tático da Região Metropolitana de Salvador Rondesp (RMS) e Atlântico, no final da noite de sexta-feira (22/4).

Por meio de nota, a corporação informou que as viaturas foram deslocadas até o local depois de o serviço de inteligência receber informações que o suspeito do roubo, que aconteceu no último dia 19, estaria na região. Durante as rondas, os militares teriam sido recebidos a tiros e revidaram. O homem, identificado como David Silva Soares, chegou a ser socorrido para o Hospital Geral de Camaçari, mas não resistiu aos ferimentos.

Com o suspeito, a polícia diz que encontrou um revólver calibre 38. Um outro homem, Adailton dos Santos Soares Junior, irmão de David, foi encaminhado ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Salvador. A polícia não esclareceu se os jovens tinham algum envolvimento na morte de Elias, mas contou que o morto tinha passagens por alguns crimes, sem detalhar quais.

O CRIME

O PM foi baleado no bairro da Federação, em Salvador. Testemunhas informaram que homens, a bordo de um carro branco, teriam surpreendido a vítima. Ele foi socorrido e encaminhado para o Hospital Geral do Estado, mas já chegou sem vida na unidade de saúde.

Cinco pessoas estão presas pelo latrocínioSilas Jesus da Silva, Hilbete dos Santos Sousa, Dielo Cardoso, Edigledson Silva Almeida e Nilton Oliveira Lima. Segundo as investigações, comandadas por uma Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP), um sexto suspeito teria participado do assalto.