Após quatro meses de provocação, Reginaldo Holyfield e Todo Duro fazem “Luta do Século” em Recife

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: reprodução/ Jedson Nobre l Folha de Pernambuco

A rivalidade regional entre Bahia e Pernambucano não vai ficar apenas nos gramados nesta terça-feira (11). Além da partida entre Bahia e Náutico, válida pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, que acontece na Arena Fonte Nova, os pugilistas Reginaldo Holyfield e Luciano Torres, o Todo Duro, sobem ao ringue para acirrar o confronto nordestino. “A Luta do Século”, como é chamado o duelo dos valentões, acontece no Clube Português, em Recife, a partir das 22h30.

Conhecidos pelas constantes trocas de provocações e ofensas, o pernambucano e o baiano vão se enfrentar pela sétima vez. A rivalidade aumenta porque cada um detém a marca de três vitórias. O último combate aconteceu há 11 anos, em Barreiras, oeste baiano, e Hollyfield venceu por pontos. Como de costume, durante a pesagem realizada nesta segunda-feira (10), os pugilistas  voltaram a trocar farpas. No final, o Todo Duro pesou 82 quilos contra 86 de Holyfield.

Em abril, na época da assinatura de contrato para luta, os rivais chegaram a fazer uma prévia do embate. A confusão começou após Todo Duro entregar uma coroa de flores a Holyfield e tentar acertar um soco no inimigo. Durante a briga, Reginaldo acabou abrindo o corte que levou após uma briga com ambulantes no centro de Salvador.

Segundo a imprensa local, até o momento, 3.200 ingressos, dos 5 mil colocados à vendas,  foram comprados. Nove lutas que contarão com pugilistas alagoanos e paraibanos estão marcadas para antes do duelo principal. Apesar da expectativa, o embate não terá transmissão na televisão.