ATENÇÃO: Preciso me vacinar contra a febre amarela? Veja perguntas e respostas sobre a doença

Fonte: Da redação

ATENÇÃO: Preciso me vacinar contra a febre amarela? Veja perguntas e respostas sobre a doença

Crédito da Foto: Reprodução internet

Após a confirmação do primeiro caso de febre amarela em macaco, no bairro de Vila Laura, em Brotas, as Secretarias de Saúde do Estado e Município fazem na tarde desta quarta-feira (29/3), uma coletiva de imprensa. Na oportunidade, vão falar mais sobre as estratégias de controle do vírus da doença na capital baiana.

Em meio ao alarmante cenário, a população inicia uma corrida às unidades de saúde em busca da vacina. Antes, porém, é precisar estar atento aos detalhes.

LEIA MAIS: ALERTA: Morte de macaco por vírus é indício de surto de febre amarela em Salvador

Quem pode se vacinar?

Em situações de emergência, a vacina pode ser administrada já a partir dos 6 meses. O indicado, no entanto, é que bebês de 9 meses sejam vacinados pela primeira vez. Depois, recebam um segundo reforço aos 4 anos de idade. A vacina tem 95% de eficiência e demora cerca de 10 dias para garantir a imunização já após a primeira aplicação.

Pessoas com mais de 5 anos de idade devem se vacinar e receber a segunda dose após 10 anos. Idosos precisam ir ao médico para avaliar os riscos de receber a imunização.

Por causar reações, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não recomenda a vacina para pessoas com doenças como lúpus, câncer e HIV, devido à baixa imunidade, nem para quem tem mais de 60 anos, grávidas e alérgicos a gelatina e ovo.

Quais os sintomas?

A doença se torna aparente de três a seis dias após a infecção, de acordo com o Ministério da Saúde. Os sintomas iniciais são febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. A maior parte das pessoas apresenta uma melhora após tais sintomas.

Cerca de 20% a 40% das pessoas que desenvolvem a versão mais grave da doença (15% do total de infectados) podem morrer.

Eu me vacinei uma vez, preciso me vacinar novamente?

De acordo com o infectologista Artur Timerman, presidente da Sociedade Brasileira de Dengue e Arboviroses, é importante se vacinar duas vezes – a segunda dose deverá ser tomada depois de 10 anos. Depois disso, a pessoa ficará imune por toda a vida.

Para áreas epidêmicas da doença, a Organização Mundial da Saúde (OMS) informa que é necessária apenas uma dose – a chance de o corpo entrar em contato com doença por uma segunda vez antes de perder a proteção é grande. Tal contato reforça a criação de anticorpos e funcionaria como uma segunda dose.

Quem não deve tomar a vacina?

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina é contraindicada para crianças menores de seis meses, idosos acima dos 60 anos, gestantes, mulheres que amamentam crianças de até seis meses, pacientes em tratamento de câncer e pessoas imunodeprimidas. Em situações de emergência epidemiológica, vigência de surtos, epidemias ou viagem para área de risco, a orientação é que a pessoa busque ajuda médica e ele é quem avaliará o benefício e o risco da vacinação para estes grupos, levando em conta o risco de eventos adversos.

A vacina pode provocar efeitos adversos?

Como qualquer outra vacina ou medicamento, a vacina da febre amarela pode causar efeitos colaterais, como febre, dor local, dor de cabeça, dor no corpo etc.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo, na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/portalaratuonline.