Baianos e turistas participam hoje dos festejos da Lavagem do Bonfim

Fonte: Da Redação

Crédito da Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (15), baianos e turista participam da Lavagem do Bonfim. A tradicional Festa, que acontece toda a 2ª quinta-feira do ano, após a festa de Reis (esse ano dia 15 de janeiro), atrai homens, mulheres e crianças das diversas partes do Brasil e do mundo.

O festejo se inicia às 8 da manhã com a celebração inter-religiosa na Basílica da Conceição da Praia. É importante ressaltar que se trata de uma celebração inter-religiosa (e não culto ecumênico), por se tratar de um momento que não envolve apenas religiões cristãs.

A abertura e fechamento serão realizados pelo padre Valson Santos Sandes, Vigário paroquial da basílica. Após seu pronunciamento, haverá a leitura da palavra de Deus, falando de paz e em seguida, outros representantes religiosos se pronunciarão.

Estarão presentes no diálogo inter-religioso: o representante da Federação Espírita da Bahia, Marcel Mariano; a representante da Organização Brahma Kumaris (Induísta), Ieda Meireles; o ministro André Oliveira, representante da igreja messiânica; e também um representante da Legião da boa vontade.

Após celebração ecumênica, o cortejo seguirá pelas ruas da cidade baixa em direção à Basílica do Senhor do Bonfim, onde padre Edson Menezes receberá os fiés para a benção da água.

Quando chegar ao Bonfim, o cortejo das baianas inicia a lavagem do adro da igreja. Até o fim do ritual, a basílica permanecerá fechada, mas a imagem do Senhor do Bonfim ficará visível para visitação.

A lavagem do adro da Basílica, que desde o ano de 2014 é conhecida como Lavagem de Corpo e Alma, tem como objetivo resgatar a dimensão da piedade popular e penitencial da caminhada e evangelizar pelo testemunho, anúncio da Boa Nova e denúncia de tudo o que fere a dignidade da pessoa humana e destrói a vida.

“Queremos que a Festa do Senhor do Bonfim possa marcar a cidade, tanto espiritualmente como enquanto acontecimento de expressão da fé do povo”, afirma padre Edson Menezes, Reitor da Basílica do Bonfim.