Bandidos fazem seguranças de faculdade reféns e tentam roubar caixa eletrônico em Salvador

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Ilustrativa/ Manu Dias -Secom

Quatro homens invadiram o campus da Universidade Católica do Salvador (UCSAL), na Avenida Pinto de Aguiar, na manhã desta quinta-feira (02). Segundo a Central de Polícias (Centel), os bandidos chegaram ao local por volta das 11h e fizeram os seis seguranças reféns. Após a abordagem, eles reviraram o estabelecimento.

Em contato com o Aratu Online, um dos seguranças da instituição disse que os criminosos tentaram roubar o caixa eletrônico com um maçarico, mas não conseguiram e fugiram. Ele não deu detalhes da ação, mas a Polícia Militar foi acionada cerca de cinco horas após o crime. Viaturas da 39ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Imbuí) foram até o local.

Em nota, a Ucsal disse lamentar o ocorrido “e que a segurança de profissionais e estudantes é uma prioridade da Universidade, e, neste sentido, a instituição está fornecendo todas as informações necessárias para ajudar nas investigações junto à polícia”. Confira a íntegra do texto:

A Universidade Católica do Salvador (UCSal) informa que pelo assalto ocorrido nesta quinta-feira, 2 de julho, no campus de Pituaçu, lamenta o ocorrido, e que a segurança de profissionais e estudantes é uma prioridade da Universidade, e, neste sentido, a instituição está fornecendo todas as informações necessárias para ajudar nas investigações junto à polícia.

Além disso, a UCSal vem tomando diversas providências, de cunho colaborativo e nos limites que lhe são permitidos pela legislação em vigor, para a segurança dos estudantes e profissionais da instituição. Entre elas:

Construção de novas portarias e políticas de controle, monitoramento e acolhimento que disciplinarão a seguridade do acesso ao interno dos campi;

Campanha de “Bem Estar e Segurança” com indicativos e eventos relativos ao tema: conscientização, aplicativo do horário dos transportes (SIU Mobile SSA);

Encontro com os Comandos da Polícia Militar e da Secretaria de Segurança Pública da Bahia, para relatar as dificuldades enfrentadas com os frequentes assaltos e outras ameaças nas proximidades dos campi;

Solicitação de periodicidade da ronda policial nas áreas circunvizinhas aos campi da Universidade;

Elaboração, com o apoio da PM, de uma cartilha com dicas de defesa pessoal, disponibilizada no site da Universidade (www.ucsal.br);

Realização de um Fórum sobre segurança pública, com a participação de lideranças comunitárias conjuntas para o enfrentamento de um drama que atinge a todos, sem exceção (diversas lideranças já foram convidadas para o primeiro encontro, marcado para o final desde mês de abril. Outros encontros serão realizados em todos os campi da Universidade);

Disponibilidade de transporte para facilitar a efetivação do Boletim de Ocorrência e profissionais da área de psicologia para atendimento aos alunos, funcionários e professores impactados com a experiência pessoal da agressividade da criminalidade;

Elaboração de um projeto arquitetônico para a construção de uma plataforma para acolher viaturas da polícia no canteiro central da Av. Pinto de Aguiar.