BOLETIM MÉDICO: Especialista indica duas hipóteses para origem de doença misteriosa

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: reprodução/TV Aratu

Os médicos ainda não tem um diagnóstico sobre a origem de uma doença misteriosa que atingiu pelo menos 18 pessoas em Salvador. Nesta segunda-feira (19/12), o infectologista que atendeu a maioria dos casos, Antônio Bandeira, disse à equipe de reportagem da TV Aratu que duas hipóteses estão sendo levantadas.

“Está sob investigação a infecção por enterovirus ou o consumo de peixes de água doce, que libera uma toxina”, detalha. Quando questionado sobre os pacientes que estão internados, o infectologista informa que alguns deles consumiram peixes de água salgada, o que poderia derrubar a segunda hipótese.

Por essas dúvidas, Bandeira revela que ainda não há um plano para a contenção da doença misteriosa. “As pessoas devem buscas suas ações. Se soubéssemos o que provocava a doença, a Vigilância Sanitária, por exemplo, já teria emitido um alerta com os cuidados” finaliza o médico que trabalha no Hospital Aliança.

Em um informe na semana passada, a Secretaria da Saúde da Bahia disse que o primeiro passo é a orientação à população quanto aos modos de transmissão. Além disso, todos devem ter cuidados com a higiene dos objetos. A terceira sugestão é que a pessoa com suspeita de infecção não deve circular em ambientes públicos e fechados.

LEIA MAIS: DOENÇA MISTERIOSA: Infectologistas estudam causas de enfermidade viral que atinge Salvador

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline.