Buscas ao voo da AirAsia são retomadas; chefe de resgate cita fundo do mar

Fonte: Do Uol

Crédito da Foto: Reprodução

As buscas pelo voo QZ8501 da AirAsia, que desapareceu na Indonésia com 162 pessoas a bordo, foram retomadas, informou a Agência Nacional de Busca e Resgate indonésia. O avião sumiu há mais de 24 horas e ainda não há pistas sobre seu paredeiro. O diretor da agência indonésia de busca e resgate, Bambang Soelistyo, levantou a possibilidade de que ele esteja no fundo do mar.

“As últimas coordenadas foram no mar, portanto é possível que se encontre no fundo dele”, declarou Soelistyo em entrevista coletiva no aeroporto de Jacarta.

A aeronave decolou de Surabaia, na ilha de Java, às 5h20 e deveria chegar em Cingapura às 8h30 (22h30 de sábado em Brasília). O avião, porém, perdeu contato com a torre de comando cerca de 40 minutos após partir.

Mais cedo o presidente da AirAsia, Tony Fernandes, se disse devastado com o acidente. “É inacreditável”, afirmou durante uma coletiva de imprensa ao lado de outros executivos da empresa. “Nós esperamos que a aeronave seja encontrada rápido, e que possamos descobrir a causa do que aconteceu.”

A aeronave, um Airbus 320-200, transportava 155 passageiros, incluindo 16 crianças e um bebê, e uma tripulação de dois pilotos, um mecânico e quatro comissários de bordo. Entre passageiros e tripulantes haviam 156 indonésios, três coreanos, um francês, um malaio e um cingapuriano. Dezenas de familiares dos passageiros aguardam por notícias no aeroporto de Surabaia.

As autoridades indonésias retomaram as buscas, interrompidas durante a noite, por volta das 7h30 (21h30 deste domingo no horário de Brasília).

“Hoje enviamos quatro aviões para tentar localizar o aparelho da AirAsia. Esperamos poder encontrá-lo em breve. Várias agências de busca e resgate também nos ajudam”, disse o vice-chefe de operações da agência nacional de busca e resgate, Tatang Zainuddin. “Estamos esperando a chegada de navios e aviões de Malásia e Cingapura”.

Os Estados Unidos já se colocaram à disposição para ajudar nas buscas. Um oficial do Pentágono, no entanto, informou que até o momento o país não recebeu “qualquer pedido de assistência”.

Segundo o Ministério de Transporte da Indonésia e a AirAsia, o piloto do avião solicitou à torre de controle uma mudança de rumo devido ao mau tempo. O piloto, no entanto, não emitiu uma chamada de socorro.

Fontes da Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia afirmaram que o avião provavelmente caiu no mar próximo à ilha de Belitung, entre Sumatra e Bornéu, segundo o jornal “Jakarta Post”. As buscas, no momento, estão concentradas na região.

Embora circulem na imprensa indonésia informações de que pelo menos um objeto que poderia ser um destroço da aeronave tenha sido localizado, as autoridades do país não confirmaram nem desmentiram a informação.

Avião desaparecido em março

Um avião da companhia aérea Malaysia Airlines com 239 pessoas a bordo que viajava de Kuala Lumpur para Pequim desapareceu em 8 de março de 2014 e não se voltou a saber dele.

Os investigadores acreditam que o voo MH370 foi desviado de seu rumo e acabou caindo por falta de combustível em um lugar remoto do sul do oceano Índico.