“CASO CHAPOLIN”: Acusado de assassinar torcedor dos ‘Imbatíveis’ vai a julgamento nesta quarta-feira

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook

Será julgado nesta quarta-feira (23/11), no Fórum Ruy Barbosa, Assiel de Jesus Ramos. Ele é um dos três envolvidos no assassinato do puxador da Torcida Uniformizada Os Imbatíveis (TUI), Lucas dos Santos Lima – mais conhecido como “Chapolin”, de 35 anos.

O crime ocorreu no dia 25 de abril de 2014. O Aratu Online tentou manter contato com o advogado de Assiel, Dr.Rosalvo, porém, não obteve êxito.

Segundo a polícia civil, pouco mais de três anos após o crime, o autor dos disparos,  Jonas de Sousa Santos, segue foragido. Já o terceiro envolvido, Daniel Jesus de Souza, foi capturado, segue preso e aguarda julgamento.

O CRIME

De acordo com a titular da 3ª Delegacia de Homicídios delegada Klaudine Passos, então à frente do caso, o crime teria ocorrido na tarde de sexta-feira (25-11-2014), dentro de uma loja de suplementos nutricionais, nos Barris, da qual “Chapolin” era sócio com um irmão. O acusado teria ido cobrar uma dívida da vítima, que o maltratou. Revoltado com o tratamento e por não ter recebido o pagamento, Jonas dos Santos teria assassinado ‘Chapolin’ com quatro tiros na cabeça.

Jonas, Daniel e Assiel eram amigos de infância. No dia do crime, eles estavam em um Fiat Palio cinza, alugado e conduzido por Assiel. O carro foi alugado por Assiel um dia antes do assassinato de Lucas. Por conta disto, a polícia acredita que o crime foi premeditado.

Assiel e Jonas se encontraram com Daniel na estação da Lapa, logo antes do crime. Ao passar pela rua onde a loja de Chapolin ficava, eles reduziram a velocidade do veículo para verificar se a vítima estava mesmo no local.

O trio estava parado no congestionamento quando Jonas deixou o banco de trás do veículo, saiu correndo e atirou em Lucas antes de reencontrar os amigos mais a frente.  Durante a apresentação à polícia, Assiel e Daniel negaram que o crime foi planejado, e disseram que não sabiam que Jonas ia matar Lucas.