CASO FELIPE YVES: Polícia acredita que homem preso tenha ligação com outras dez mortes

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Alberto Maraux/divulgação/SSP

Apontado como autor do assassinato do cantor e compositor Felipe Yves, Ueslei Silva Sarinho, conhecido como “Heures”, 22 anos, pode ter ligação com outros dez homicídios também no bairro de Cajazeiras. A informação foi divulgada pela Polícia Civil horas depois da prisão do suspeito, na tarde desta segunda-feira (13/3).

LEIA MAIS: ENCONTRADO: Polícia prende terceiro envolvido na morte do compositor Felipe Yves em Dom Avelar

Segundo a polícia, o flagrante ocorreu depois que denúncias anônimas indicavam que Ueslei estaria no bairro de Castelo Branco, na casa de um parente, onde ele foi preso. Já na casa da mãe dele, na mesma rua, foi encontrado, embaixo de uma sapateira, um revólver calibre 38 que pode ter sido usado no crime contra o compositor.

Autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, Heures já possuía dois mandados de prisão em aberto por homicídios ocorridos na região de Cajazeiras. Ele será apresentado à imprensa nesta terça-feira (14/3) na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/portalaratuonline.