Comitê propõe “Tuitaço” pela Caixa 100% pública nesta quarta

Fonte: Da redação

O Comitê Nacional em Defesa da Caixa 100% Pública promove, nesta quarta-feira (25), a partir das 20h, um “tuitaço” contra a proposta de abertura de capital do banco. O Comitê propõe que trabalhadores da empresa, dirigentes de entidades do movimento sindical e associativo, além de todos os brasileiros que apoiam a causa, postem no Twitter mensagens utilizando a hashtag #DilmaNãoaVendadaCaixa.

Durante reunião do Conselho de Administração da Caixa Econômica Federal, realizada na última quinta-feira (19), a presidente do banco, Miriam Belchior, assegurou que não existe estudo sobre abertura de capital. Mas, para os conselheiros e as entidades que integram o comitê em defesa da Caixa, é necessário um pronunciamento oficial da presidenta Dilma Rousseff para encerrar as especulações em torno do tema.

O Comitê defende que o Ato em Defesa da Caixa como Empresa 100% Pública é estratégico para dar visibilidade à luta pela manutenção da Caixa como patrimônio do povo brasileiro. O órgão divulgou que, no ano de 2014, a Caixa obteve lucro de R$ 7,1 bilhões, cerca de 5,5 % maior que em 2013. “Além de ser altamente lucrativa, a Caixa desempenha um importante papel na execução de políticas públicas sociais e privatizá-la é entregar o patrimônio do povo aos interesses da iniciativa privada”, afirmou o Comitê em nota divulgada à imprensa.

Audiências já foram solicitadas com a presidente Dilma, com o ministro Miguel Rossetto e com a presidente do banco, Miriam Belchior. A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, faz parte do Comitê junto com a Fenae e outras centrais sindicais.