Corpo de Abujamra será velado a partir das 23h em São Paulo

Fonte: Agência Brasil

O velório do ator, dramaturgo e apresentador Antônio Abujamra começará às 23h no Teatro Sérgio Cardoso, na Rua Rui Barbosa, no bairro Bela Vista, região central de São Paulo. Ele morreu na manhã de hoje (28), em casa, vítima de infarto. Segundo sua assessoria, a cremação do corpo está marcada para amanhã às 13h, no Crematório Vila Alpina, na zona leste da capital.

A carreira de Abujamra começou em Porto Alegre, onde atuou na peça Assim É que Parece, uma produção do teatro amador universitário da capital gaúcha. Em 1961, dirigiu Raízes, de Arnold Wesker, com Cacilda Becker. De acordo com o Museu da TV, entre 1962 e 1963, Abujamra fundou o grupo Decisão, baseado na técnica brechtiana para o teatro político. O trabalho, no entanto, teve fim com o Ato Institucional número 5 (AI-5), da ditadura militar.

Abujamra comandou mais de 150 montagens teatrais. A carreira de ator profissional, no entanto, começou tarde, apenas em 1987. Em 1998, participou do júri do Festival Mundial de Televisão de Monte Carlo, no Principado de Mônaco, como único convidado latino-americano, ao lado de estrelas do cinema mundial como Claudia Cardinale, Annie Girardot e Yehudi Menuhin. No Festival de Cinema de Gramado de 1989 recebeu o prêmio Kikito de melhor ator pelo filme Festa, de Ugo Giorgetti.

O trabalho de Abujamra inspirou parentes. O filho, André, é ator e músico e as sobrinhas, Clarisse Abujamra e Iara Jamra, são atrizes.

Desde 6 de agosto de 2000, Abujamra apresentava o programa Provocações, da TV Cultura, exibido todas as terças-feiras, às 23h30, com reapresentação na madrugada de quarta para quinta-feira, às 4h30, e retransmitido pela TV Brasil.