COVARDIA: PM é assassinado em lanchonete na Bahia; Já são 11 militares mortos em 2017

Fonte: Da redação

COVARDIA: PM é assassinado em lanchonete na Bahia; Já são 11 militares mortos em 2017

Crédito da Foto: reprodução/WhatsApp

O policial militar Tyrone Thomaz de Aquino Araújo, de 44 anos, foi assassinado na madrugada deste domingo (23/4) no município de Ilhéus, a 460 km de Salvador. Por meio de nota, a corporação informou que o crime aconteceu por volta das 2h15 na Rua Gardênia, no bairro Nelson Costa.

Ainda de acordo com a PM, o agente estava dentro de uma lanchonete e foi atingido por disparos de arma de fogo nas costas por quatro pessoas que passaram em um carro de cor prata. Tyrone estava de folga, era solteiro e não tinha filhos. Ele fazia parte da instituição há 14 anos e estava lotado na 68ª Companhia Independente (CIPM).

Colegas de Tyrone chegaram a fazer rondas por toda a cidade para localizar os suspeitos, mas até a publicação desta reportagem eles não tinham sido presos. A Força Tarefa da Secretaria da Segurança Pública (SSP), encarregada em apurar crimes contra policiais militares, vai apurar as circunstâncias do ocorrido.

LEIA MAIS: PM tem corpo carbonizado em Cruz das Almas; Sobe para 10 número de militares mortos em 2017

Com este, sobe para 11 o número de militares assassinados em toda a Bahia somente em 2017. O assassinato de policiais que mais ganhou repercussão aconteceu em Bom Jesus da Lapa, no Oeste.

Os soldados Gilberto Lemos Silva Júnior, 28 anos, e Everton Oliveira de Santana, 26, foram sequestrados e mortos por assaltantes de banco no momento que tentavam impedir o roubo no final da noite de um domingo, 22 de janeiro.

Além do alto número de policiais, a estatística sobe para 11 quando inclui-se os bombeiros. O cabo Ademon Gomes de Santana foi assassinado na cidade de Barreiras no dia 9 de janeiro. Além dele, outro agente da mesma corporação foi morto dois meses depois na mesma cidade.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo, na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/portalaratuonline.