DE RECUPERAÇÃO: Mais de 20 faculdades baianas estão entre as piores do Brasil; Veja quais

Fonte: Da redação

DE RECUPERAÇÃO: Mais de 20 faculdades baianas estão entre as piores do Brasil; Veja quais

Crédito da Foto: Reprodução

Na semana passada, o Ministério da Educação (MEC) divulgou uma lista com os nomes das 313 faculdades que receberam avaliações insatisfatórias no Índice Geral de Cursos (IGC). Na Bahia, 21 instituições apareceram no ranking.

O IGC serve para medir a qualidade do ensino nas instituições de ensino superior do país e é calculado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). A avaliação vai de 1 a 5, quem recebe as notas 1 e 2 são classificados com um mau desempenho, passível de punição, como a proibição de novos vestibulares. Do total, seis universidades são privadas e sem fins lucrativos.

As 21 faculdades baianas são:

Escola de Engenharia de Agrimensura

Faculdade Unime de Ciências Jurídicas

Faculdade São Tomaz de Aquino

Faculdade do Sertão

Faculdade de Ciências Gerenciais da Bahia

Faculdade Regional de Filosofia

Ciências e Letras de Candeias

Faculdade Santo Agostinho

Faculdade Apoio

Faculdade Presbiteriana Augusto Galvão

Faculdade Montenegro

Faculdades Integrais Ipitanga

Faculdade João Calvino

Faculdade de Ciências Educacionais de Capim Grosso

Instituto Superior de Educação Nossa Senhora de Lourdes

Faculdade do Nordeste da Bahia

Faculdade São Salvador

Faculdade Vasco da Gama

Faculdade do Sertão Baiano

Faculdade Evangélica de Salvador

Faculdade Zacarias de Góes.

LEIA MAIS: ALTO RISCO: Empresa faz dedetização com funcionários dentro e grupo passa mal

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no facebook.com/aratuonline.

*Publicada originalmente às 18h27