De virada, Guarani derrota o Vitória pela Série B do Campeonato Brasileiro

Fonte: Gazeta Esportiva

Crédito da Foto: EC Vitória

No confronto que encerrou a terceira rodada da Série B, o Guarani bateu o Vitória por 3 a 2 e conquistou o primeiro triunfo na competição. O resultado deixou o Bugre na oitava colocação, com quatro pontos. O Leão, que festejou seu 120º aniversário nesta última segunda-feira (13/5)  é o 12º, com apenas três. Na próxima rodada, o Guarani mede forças com o Paraná, na Vila Capanema. Enquanto isso, o Vitória recebe o São Bento, no Barradão.

O duelo

A etapa inicial foi complicada no Brinco de Ouro da Princesa. Guarani e Vitória pareciam pouco inspirados dentro de campo e, apesar da correria, pouquíssimas chances de gols foram criadas. Se faltava inspiração dos atacantes, os defensores resolveram entregar o ouro e através de erros bizarros, saíram os dois primeiros gols do confronto.

Aos 29 minutos, Giovanni cobrou o tiro de meta nos pés de Xandão, que se enrolou na hora de afastar e Neto Baiano, sempre ele, mandou a bola para o fundo do gol. Aos 34 o empate do Bugre. Após cruzamento da esquerda, o goleiro Caíque subiu para defender, mas viu a bola passar pela sua mão e Diego Cardoso apenas escorou para iniciar a festa no Brinco de Ouro.

No segundo tempo o Guarani veio avassalador e matou o confronto em apenas nove minutos. A virada veio no cruzamento que resvalou em Capa e Matheusinho aproveitou a sobra para marcar. O gol derrubou o Vitória que levou o terceiro pouco depois. Eder Luis ajeitou para Arthur, que chutou de primeira e contou com o desvio do zagueiro para vencer Caíque.

Com o triunfo praticamente assegurado, o Bugre diminuiu o ritmo dentro de campo e apenas administrava de maneira inteligente. Nos minutos finais, a equipe do interior paulista ainda teve uma chance em cobrança de falta, que desviou na barreira e exigiu ótima defesa do goleiro. Quando o duelo se encaminhava para o apito final, o Leão descontou. Nickson recebeu na lateral da grande área e achou Éverton Sena, que testou firme e venceu Giovanni.

LEIA MAIS: Justiça determina quebra de sigilo bancário e fiscal de Flávio Bolsonaro e Queiroz