DESAFETAÇÃO: Votação pode ser suspensa caso prefeitura não encaminhe esclarecimento ao MP

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Reprodução

A prefeitura de Salvador tem até esta segunda-feira (10/7) para esclarece a escolha dos 32 terrenos que constam no projeto de desafetação encaminhado à Câmara de Vereadores para aprovação. Até o início da tarde, porém, não há informações de que os dados haviam sido enviados ao Ministério Público.

De acordo com a Secretaria da Fazenda (Sefaz), responsável pela confecção do relatório, o documento já está pronto e será encaminhado ainda nesta segunda.

Caso o Executivo Municipal não entregue os dados antes da votação, marcada para a próxima quarta-feira (12/7), a deliberação pode ser suspensa. Outra alternativa do MP é assinar um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para acompanhar a alienação.

O impasse satisfaz a cúpula da oposição que integra a Casa, que alegam incongruências e falta de transparência no projeto e deve votar contra a aprovação do projeto de lei do Executivo.

LEIA MAIS: ENFIM: Viaduto na Paralela será inaugurado após briga entre Prefeitura e Governo do Estado

LEIA MAIS: NOVOS LOCAIS: Convênio possibilitará emissão de Carteira de Trabalho em estruturas da Prefeitura

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no facebook.com/aratuonline.