Documentário francês sobre a carreira de Gilberto Gil é publicado pelo artista; assista

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: reprodução/vídeo

O cantor Gilberto Gil publicou, em seu perfil no YouTube, o documentário “Eclats Noirs du Samba” (Estilhaços Negros do Samba, em tradução livre), na última quarta-feira (2/1). O filme, de 1987, foi feito pela francesa Ariel de Bigault e tem as participações de Grande Otelo, Caetano Veloso, Jorge Ben Jor, Jorge Mautner e outros.

LEIA MAIS: DJ faz “micareta na água” no Porto da Barra e vídeos viralizam; assista

Quando foi gravado, Gil estava voltando a morar em Salvador. Em 1988, ele foi candidato e eleito vereador pelo PMDB. “A cidade da baía… não dá pra ficar longe dela”, diz o cantor em uma das cenas. Além de Gil, suas canções e os amigos todos que aparecem em cena, chamam atenção as imagens da capital baiana então: de Itapuã ao Centro Histórico.

A cineasta Ariel de Bigault, cujas pesquisas sobre a lusofonia entre Portugal, Brasil e Angola merecem destaque especial, realizou também, no mesmo 1987, um filme com Zezé Motta que traz imagens raras do bloco Olodum e da explosão do clássico “Faraó – Divindade do Egito” (Luciano Gomes). Em 2015 ela fez residência artística na Fundação Sacatar, na Ilha de Itaparica, onde iniciou o filme “Gente do Pelô” (em edição).

Assista “Eclats Noirs du Samba”:  

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003