Dono da lancha e comandante viram réus por acidente da Cavalo Marinho; 19 morreram

Fonte: da redação

Crédito da Foto: divulgação/SSP-BA

A Justiça da Bahia aceitou denúncia do Ministério Público estadual (MP-BA) que torna réus o dono da lancha Cavalo Marinho I, Lívio Garcia Galvão Júnior, e o comandante da embarcação, Osvaldo Coelho Barreto, que virou e matou 19 pessoas em agosto do ano passado, na Baía de Todos-os-Santos. Ambos são, agora, acusados de homicídio culposo e lesão corporal culposa pelo acidente.

A decisão, do juiz Eduardo Augusto Ferreira Abreu, foi publicada no Diário Oficial da Justiça na terça-feira (11/9). Ainda de acordo com a decisão, o empresário e o comandante devem apresentar defesa até a próxima sexta-feira (21/9).

LEIA MAIS: Taxista é preso após tentar estuprar adolescente de 13 anos no bairro de Nazaré

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no www.aratuonline.com.br/lives. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (71) 99986-0003.