Em entrevista à TV Aratu, parente diz falar por celular com preso no Complexo da Mata Escura

Fonte: Da redação

A equipe do programa Que Venha o Povo, da TV Aratu, esteve na manhã desta sexta-feira (30) acompanhando a manifestação de agentes penitenciários na frente do Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador. Durante o protesto, familiares de presos também realizaram uma manifestação contra a suspensão das visitas que, segundo eles, foram interrompidas há 20 dias devido ao período de festas.

Ao entrevistar a esposa de um dos presos, a repórter Driele Veiga recebeu a informação de que o marido dela havia feito uma ligação dizendo estar passando necessidades na carceragem. A repórter, então, questionou como o preso fez a ligação para ela se a população carcerária não deveria ter acesso a aparelhos celulares. A entrevistada tentou desconversar, mas não chegou a negar o que havia dito anteriormente.

O Aratu Online tentou contato com a assessoria da Secretaria de Administração Penitenciária da Bahia (Seap) para esclarecer como os presos conseguem fazer ligações, mesmo este sendo um ato ilegal, mas as ligações não foram atendidas.

Confira a matéria: