Embasa garante reabastecimento em 30% de Salvador após conclusão das obras

Fonte: Da redação

A assessoria da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou em nota que a retomada do abastecimento em cerca de 30% de Salvador acontecerá de forma gradativa, após a conclusão dos serviços, prevista para a noite desta segunda-feira (6). O fornecimento de água encontra-se interrompido desde a última quarta-feira (1), devido ao rompimento da adutora na BR-324 nas obras do metrô. Cerca 270 técnicos e operários da Embasa e da CCR Metrô estão trabalhando na implantação da nova rede, que terá 400 metros de extensão e 1,2 metro de diâmetro.

“Há um esforço conjunto da Embasa e da CCR para que o serviço seja concluído o mais rápido possível. Nossa expectativa é que o restabelecimento do sistema ocorra de forma mais rápida possível e, para isso, vamos monitorar todo o processo de retomada”, afirma o presidente da Embasa, Rogério Cedraz.

Além de ter reforçado a produção de água da estação de tratamento da Bolandeira, a Embasa informou ainda que ampliou a frota de carros-pipa de forma emergencial, com prioridade para hospitais, postos de saúde e comunidades em locais críticos. Na segunda-feira, 06, a frota chegou a 35 veículos, vindos, inclusive, de outras cidades.

A adutora é uma das principais tubulações que alimentam o sistema da capital, levando água da Estação de Tratamento Principal, em Candeias até o Centro de Reservação do Cabula, o maior do município. “Com a interrupção de parte da adutora, o sistema teve uma redução na vazão de água tratada distribuída em algumas regiões da cidade. No entanto, outras localidades atendidas por essa mesma adutora, como o subúrbio ferroviário e rodoviário, como a região de Águas Claras até Cajazeiras, não foram afetadas. Além disso, outras regiões atendidas pela estação de tratamento da Bolandeira também estão com o abastecimento regular”, explica Cedraz.