Envolvido em morte de puxador da Imbatíveis é preso no Lobato; crime foi motivado por briga entre torcidas

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: reprodução / Youtube

Foi preso na manhã desta terça-feira (03), Jonas de Sousa Santos, 23, autor confesso dos disparos que mataram Lucas dos Santos Lima, o “Chapolin”, de 35 anos, puxador da torcida organizada “Os Imbatíveis”. Lucas foi assassinado no dia 25 de abril de 2014, dentro da loja de suplementos que possuía nos Barris.

Segundo informações de Gabriel Oliveira, presidente da Imbatíveis, a prisão de Jonas  foi informada à torcida pela polícia. Ele foi localizado na Rua João Rodrigues Mendes, no Lobato, por investigadores do Grupo de Apreensão e Captura (Grac), do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

assassino TUI

Foto: Divulgação Polícia Civil

Segundo o delegado Guilherme Machado, titular da 3ª Delegacia de Homicídios (DH/BTS), o crime foi motivado por uma rivalidade entre torcidas. Jonas, que era puxador de bairro da Torcida 3ª Distrito do Bahia, tinha uma rixa com a vítima há três anos. Dois amigos de Jonas, Assiel de Jesus Ramos, 21, e Daniel Jesus de Souza, 20, também envolvidos no assassinato, já estão no sistema prisional.

Após interrogatório, Jonas foi encaminhado à Cadeia Pública, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, e pode pegar de 12 a 30 anos de prisão. O mandado de prisão foi expedido pelo 1ª Juízo da 2ª Vara do Tribunal do Júri.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, no dia do crime o trio chegou ao local num Palio, cinza, placa NIM 6663, dirigido por Assiel. O veículo foi locado por ele um dia antes do assassinato. A arma utilizada para matar “Chapolin”, um revólver calibre 38, não foi localizado.