Ex-líder do Comando da Paz, Cláudio Campanha é condenado a 14 anos de prisão

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Arestides Baptista/ Ag. A TARDE

O traficante Cláudio Campanha foi condenado a 14 anos de prisão em julgamento realizado nesta quinta-feira (16), no 1º Juízo da 2ª Vara do Tribunal de Júri do Fórum Ruy Barbosa, em Nazaré. Acusado de envolvimento na morte de Antonio Luiz Lima dos Santos, em 2008, ele cumprirá pelo menos seis anos em regime fechado. Trata-se de um novo julgamento, realizado a pedido do Ministério Público. Na primeira sessão do júri, em 2011, Cláudio Campanha foi absolvido por falta de provas. Ele também era acusado do homicídio de Daniel dos Santos Souza.

A sessão foi conduzida juiz Vilebaldo de Freitas. Campanha está detido em um presídio de segurança máxima de Catanduva, no Paraná. Conhecido pelo vulgo de “Malhado”, Campanha era um dos nomes mais fortes da cena da criminalidade na Bahia na época em que comandava a facção Comando da Paz, cargo assumido após a morte do traficante Pitty, em 2005.

O grupo foi criado dentro da Penitenciária Lemos de Brito, após a chegada do traficante e sequestrador Mário Carlos Jezler da Costa, que já havia frequentado prisões cariocas e paulistas e fazia parte da Falange Vermelha. A organização surgiu para reivindicar melhores condições e controlar a violência no presídio.