Gilberto Gil diz que nunca presenciou atos ilegais de Lula

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Mídia Ninja

Nesta quinta-feira (9/8), o cantor Gilberto Gil prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro, como testemunha de defesa do ex-presidente Lula, referente a ação que envolve o sítio de Atibaia. Gil foi ministro da Cultura de Lula nos anos de 2003 a 2008. O artista negou ter tido conhecimento de qualquer ato ilícito envolvendo o petista quando ocupava o cargo.

LEIA MAIS: Homem é sequestrado e tem casa revirada por criminosos em Simões Filho

Gil contou que participava de reuniões, audiências e despachos com o ex-presidente. O cantor negou  ter presenciado algum ato de Lula que pudesse sugerir que ele havia solicitado ou recebido vantagem indevida em troca de atos praticados como presidente da República. Questionado também se tomou conhecimento de benefícios das empresas Odebrecht e OAS para reformas no Sítio de Atibaia, o cantor disse que “de maneira nenhuma”.

O juiz Sérgio Moro, porém, se ateve a falar do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, o ex-ministro da Fazenda, Antônio Palocci e o publicitário João Santana. Perguntado se teve conhecimento algum esquema de corrupção ou lavagem de dinheiro envolvendo um dos três, Gil também afirmou que não teve conhecimento.

Assista: 

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no  facebook.com/aratuonline.