Igor Kannário pode ser solto até o final do dia, diz advogado

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Arquivo/ Aratu Online

O cantor Igor Kannário pode ser solto até o final do dia. A informação foi confirmada por um dos quatro advogados do artista, Geraldo Gerônimo Bastos, em contato com o Aratu Online, neste início de tarde de quinta-feira (08). Apesar do pagodeiro ter sido preso em flagrante e enquadrado pelo Art.33 da Lei de Tóxicos 11343/06, considerado crime hediondo, ele pode receber o benefício da liberdade provisória por ser réu primário, não ter antecedentes criminais, ter residência fixa e profissão estabelecida.

10893325_752261888195907_605397745_n

Advogado do artista ( Foto: Renata Miranda)

Ainda segundo o advogado, o pedido de relaxamento da prisão  tem um prazo de 24h para ser avaliado pela Justiça. Caso  seja negado, a defesa deve entrar com o pedido de Habeas Corpus. Com isso,  Kannário   pode ficar por mais, no mínimo, cinco dias na unidade antes de ser  transferido para a penitenciária. Ele está detido na Cadeia Pública do Complexo  Penitenciário da   Mata Escura, ala que serve como um centro de triagem e onde o  artista está isolado  de outros detentos.

Igor foi preso na tarde de ontem (07), com certa quantidade de maconha. Ele foi encaminhado na manhã desta quinta-feira (08) para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde realizou exames de Corpo de Delito e, em seguida, foi encaminhado ao Núcleo de Prisão em Flagrante, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador.

Segundo informações do titular da 2ª Delegacia Territorial (Lapinha), Luiz Henrique Ferreira, o pagodeiro e um integrante de sua banda, João Pedro Laurentino, estão, agora, à disposição da Justiça. Quando interrogados na 2ª DT, os acusados afirmaram que a maconha seria usada para consumo próprio. Kannário e João disseram, também, que a droga, já encaminhada ao DPT, onde será verificada a sua quantidade exata, fora entregue a eles por um fã do cantor, que não teve o nome revelado.

A prisão dos acusados aconteceu na Rua Saldanha Marinho, no bairro da Caixa D´Água. Esta foi a terceira vez que o cantor, de 30 anos, se envolveu em problemas com a polícia. No dia 26 de Janeiro de 2014, ele foi detido por oficiais da 37º Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Liberdade), por realizar a gravação de um clipe no local sem a autorização da Prefeitura de Salvador. Em dezembro, também de 2014, Igor foi detido por dirigir sem a carteira de habilitação e estava com o IPVA do veículo atrasado desde 2012. Após esclarecimentos, ele foi liberado.

O empresário do artista, Beto Bonfim, afirmou que agenda de Igor Kannário continua mantida e nenhum compromisso foi cancelado pelos contratantes.