SOFRIMENTO MATERNO: Polícia diz que mãe testemunhou morte dos três jovens executados e teria sido poupada pelos traficantes

Fonte: Diorgenes Xavier

Crédito da Foto: Reprodução whatsapp

A mãe dos três jovens executados por volta das 20h de quarta-feira (17/2), em São João do Cabrito, presenciou as mortes. De acordo com a assessoria da Polícia Civil a mulher, que não teve a identidade revelada, ainda não prestou depoimento por estar muito abalada emocionalmente e sob o efeito de calmantes. T. N. B. DOS S., 16 anos, J. M. N. B. DOS S., 17, e Elias Nascimento Brito dos Santos, 19, foram atingidos por dezenas de tiros em diversas partes do corpo.

Segundo a equipe da TV Aratu, que esteve no local, um quarto membro da família escapou da chacina após ficar preso em um engarrafamento. A polícia confirma que os irmãos não tinham passagem, mas não trabalhavam, nem estudavam, e eram usuários de drogas.

LEIA TAMBÉM: TRAGÉDIA EM FAMÍLIA: Três irmãos são executados dentro de casa em São João do Cabrito

Durante a ação, cinco homens chegaram à residência, localizada em um ‘beco’ da Travessa Noroeste. Três invadiram o local e dois ficaram do lado de fora, dando cobertura. A autoria do crime é atribuída a um traficante, prenome Ednelson, foragido do presídio de Salvador.

Os três corpos continuam no Instituto Médico Legal (IML). O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios Múltiplos (DHM), comandado pelo delegado Odair Carneiro.