Major da PM é suspeito de provocar tumulto e fazer disparos dentro de bar em Juazeiro

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Facebook/CIPE Caatinga

Um major da Polícia Militar está sendo investigado por provocar tumulto dentro de um bar no município de Juazeiro, a 510 km de Salvador. Segundo testemunhas, tudo aconteceu na madrugada de domingo (29/7) e envolve o comandante da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE/Caatinga), Wildon Teixeira.

A titular da 17ª Coordenadoria de Polícia Civil (Coorpin/Juazeiro), Lígia Nunes de Sá, confirmou a informação nesta segunda-feira (30/7) ao Aratu Online, mas não deu muitos detalhes da ocorrência. “O fato está registrado. Testemunhas já foram ouvidas e uma perícia inicial no estabelecimento foi realizada”, resumiu.

LEIA MAIS: Adesão à lista de espera do ProUni está aberta até amanhã

Ainda de acordo com as testemunhas, que preferem não se identificar, tudo começou quando o major percebeu que um rapaz, de identidade não revelada, entrou no banheiro feminino e resolveu repreender a ação. No momento do alerta, o oficial teria batido no rosto do homem, sendo contido por outro PM. Em seguida, um possível amigo de Wildon tentou acalmá-lo. Mesmo assim, o comandante teria realizado pelo menos cinco disparos no local.

Por meio de nota, a corporação informou apenas que o Comando de Policiamento Regional Norte (CPRN) irá encaminhar um relatório do ocorrido para a Corregedoria Geral adotar as medidas cabíveis.

#RELACIONADA: Major da PM diz que cabo tentou sacar arma contra ele; “não há como fechar os olhos”

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos no www.aratuonline.com.br/aovivo e no facebook.com/aratuonline

*Atualizada às 13h05