Menino picado por cobra vai voltar à Chapada Diamantina: “Queremos agora conhecer as trilhas”, diz mãe

Fonte: Daniela Mazzei

Crédito da Foto: Reprodução/Facebook

O pequeno João Guilherme Matos, de 10 anos, passou por um susto na última quarta-feira (22/6) quando foi picado por uma cobra na coxa enquanto fazia a trilha da Cachoeira do Buracão, em Ibicoara, na Chapada Diamantina. Natural de Fortaleza, ele estava com a mãe de férias na Bahia.

Mas nem mesmo a sombra da morte foi capaz de amedrontar João, que quer voltar para a Chapada para fazer as trilhas. “Ele me disse que isso que aconteceu foi uma fatalidade, mas que ninguém teve culpa e por isso ele quer voltar para terminar de conhecer os lugares de lá”, afirmou a mãe do garoto, Erilene Matos.

“Meu filho disse que não vai ser a picada de uma cobra que vai impedir ele de se divertir e viver a vida. Eu apoio ele”, afirmou. “Vou juntar dinheiro e me programar pra voltarmos pra Chapada no final desse ano”, disse.

A família do garoto, no entanto, está temerosa e é contra a decisão. “Acho que quando ele voltar para Fortaleza vamos ter que conversar. Ele pode conhecer novos lugares, não precisa voltar ao lugar onde tudo ocorreu. Nós pensamos que ele fosse morrer”, afirmou a prima de João, a auxiliar comercial Camila Viana.

Nesta segunda-feira (27/6), a criança conseguiu dar os primeiros passos com a ajuda de fisioterapeutas. João também foi ao oftalmologista e fez exames nesta tarde para verificar a visão, que ficou comprometida após a picada.  “Uma hora ele enxergava e outra perdia a visão. Mas o médico disse que está tudo bem e que isso está acontecendo porque o veneno da cobra ainda está no corpo, mas quando o veneno sair a visão será normalizada”, afirmou Erilene.

LEIA MAIS: CHAPADA DIAMANTINA: Criança é picada por cobra em trilha e resgatada pelo Graer

A criança está internada no Hospital Teresa de Lisieux, em Salvador. A transferência para a unidade de saúde foi feita do posto de saúde de Barra da Estiva por meio de uma UTI aérea, em uma avião do Grupamento Aéreo da Polícia MIlitar (Graer).