PUXANDO A FILA: Ministro do Turismo pede demissão do governo Dilma e inicia desembarque do PMDB do governo

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: Divulgação

O Ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB) pediu demissão do cargo por meio de carta redigida e entregue nesta segunda-feira (28/3). Ele é o primeiro dos sete ministros do PMDB a deixar o governo da presidente Dilma Rousseff.

A decisão do ministro foi oficializada um dia antes da reunião do diretório nacional do PMDB que acontecerá nesta terca-feira (29/3) e que deve decidir se a legenda vai ou não desembarcar do governo federal.

No entanto, no último domingo (27/3), Michel Temer disse ao ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva que o PMDB, legenda comandada por ele, aprovará o desembarque oficial do governo na reunião.

Na carta, Henrique Alves disse à Dilma que essa é uma “decisão difícil” mas que está certo de que a presidenta entenderá sua posição – Henrique é um dos principais aliados do vice-presidente Michel Temer, presidente nacional do PMBD.

O ministro disse ainda que “independentemente de nossas intenções, o momento nacional coloca agora o PMDB, meu partido há 46 anos, diante do desafio maior de escolher seu caminho, sob a presidência do meu companheiro de tantas lutas, Michel Temer. Todos – o governo que assumi e o PMDB que sou – sabem que sempre prezei o diálogo permanente. Diálogo este que – lamento admitir – se exauriu”.

Pela manhã, Dilma se reuniu com Henrique Alves e outros cinco ministros do partido que compõem o governo. Até o fechamento desta matéria, o Palácio do Planalto não confirmou o pedido de demissão de Alves nem divulgou um comunicado oficial sobre sua saída.