Moradores do Nordeste de Amaralina planejam ato para chamar atenção sobre violência no bairro

Fonte: Da redação

Crédito da Foto: divulgação

Os moradores do Nordeste de Amaralina, em Salvador, planejam um ato pela paz neste sábado (05). De acordo com líderes do movimento, eles querem chamar atenção pelos atos de violência na localidade, que resultou na morte de Lilian Santana dos Santos, 37 anos, na última terça-feira. Além da vítima, outras três crianças foram baleadas durante confronto entre policiais militares e bandidos. Na oportunidade, um ônibus foi incendiado horas mais tarde.

O ato deste sábado está marcado para acontecer no final de linha do bairro, às 17h. Os organizadores fizeram questão de dizer que será pacífico, sem carro de som, e todos moradores de Salvador estão convidados a participar. A sugestão é que as pessoas que pretendem participar do ato estejam vestidas de preto.

Investigações
A Polícia Civil disse que trabalha com duas linhas de investigação para apurar os crimes. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está responsável por investigar o tiroteio. A polícia espera o laudo que vai apontar se o tiro que atingiu as vítimas partiu de armas dos policiais ou dos criminosos.

Já a 28ª Delegacia Territorial (DT/Nordeste) ficou responsável por apurar o incêndio de um ônibus e o apedrejamento de outros dois horas depois do tiroteio. A polícia diz que já investiga suspeitos que podem ter ordenado os ataques. Seus nomes não podem ser divulgados para não atrapalhar nas investigações.